Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Espaço

NASA vai enviar sonda espacial para estudar Júpiter

Agência Fapesp - 31/12/2008

NASA vai enviar sonda espacial para estudar Júpiter
Nasa anuncia missão para explorar o planeta gigante, que guarda sob sua densa cobertura gasosa segredos da formação do Sistema Solar.
[Imagem: Nasa)]

A Nasa anunciou uma nova missão com o objetivo de estudar profundamente o maior planeta do Sistema Solar, Júpiter, que os cientistas acreditam guardar segredos da formação do nosso sistema planetário.

A sonda espacial que estudar Júpiter foi batizada de Juno. Na mitologia romana Juno era a mulher de Júpiter e filha de Saturno. A missão é a segunda do Programa Novas Fronteiras, que em janeiro de 2006 lançou a sonda New Horizons com destino a Plutão, com chegada prevista para 2015.

Eficiência no consumo de energia

O lançamento da Juno está agendado para agosto de 2011, a partir do Cabo Canaveral, na Flórida. A sonda deverá alcançar seu destino em 2016. A meta é que ela realize 32 órbitas em torno do maior planeta do Sistema Solar, a cerca de 4,8 mil quilômetros acima da camada de nuvens mais alta, por um ano.

A espaçonave funcionará com energia solar, apesar da grande distância do Sol. "Júpiter está a mais de 644 milhões de quilômetros do Sol. Por conta disso, a Juno terá que ser extremamente eficiente do ponto de vista do consumo de energia", disse Scott Bolton, principal pesquisador da missão no Instituto de Pesquisa Southwest, em San Antonio.

Órbita polar elíptica

A missão também será a primeira na qual a nave será posicionada em uma órbita polar elíptica ao redor do planeta, de modo a ajudar os cientistas a entender melhor a sua formação, evolução e estrutura.

Por baixo de sua densa cobertura gasosa, Júpiter guarda segredos dos processos e das condições fundamentais que governaram os primórdios do Sistema Solar. Processos e condições que os responsáveis pela missão esperam poder desvendar com a ajuda da sonda.

Arquétipo planetário

"Júpiter é o arquétipo dos planetas gigantes em nosso Sistema Solar e se formou muito cedo, capturando grande parte do material que sobrou após a formação do Sol. Diferentemente da Terra, a gigantesca massa de Júpiter permitiu que o planeta mantivesse sua composição original, o que nos oferece uma excelente maneira de traçar a história do Sistema Solar", disse Bolton.

A Juno levará câmeras e novos instrumentos científicos para ajudar a revelar o que está escondido por dentro das nuvens coloridas do planeta. Os instrumentos ajudarão os astrônomos a investigar a possível existência de água, além de explorar a campo magnético do planeta e a constituição química de sua atmosfera.







Outras notícias sobre:
  • Sondas Espaciais
  • Corpos Celestes
  • Universo e Cosmologia
  • Exploração Espacial

Mais tópicos