Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Espaço

Pedra da Terra foi encontrada na Lua

Com informações da New Scientist - 30/01/2019

Pedra da Terra foi encontrada na Lua
Quem levou esta pedra da Terra para a Lua?
[Imagem: NASA]

Meteoritos interplanetários

Quando os astronautas da Apolo 14 trouxeram pedras da Lua para estudos, eles podem ter trazido de volta também um pequeno pedaço de casa.

Um pedaço de granito encontrado na Lua pode ser a primeira evidência de que rochas podem ser lascadas da Terra e aterrissarem em outros lugares. Se assim for, esta é também uma das mais antigas rochas da Terra já encontradas, aqui ou em qualquer outro lugar.

Rochas são atiradas para o espaço a partir da Lua e de outros planetas e acabam na Terra como meteoritos o tempo todo, então o mesmo deve ser verdade no sentido oposto.

Afinal, já encontramos diversos meteoritos de Marte, pelo menos um com suspeita de sinais de vida, e até um meteorito com diamantes de um "planeta perdido".

Pedra da Terra encontrada na Lua

Jeremy Bellucci e colegas do Museu Sueco de História Natural estavam analisando um minúsculo pedaço de granito em uma rocha lunar trazida pelos astronautas da Apolo 14.

Quando avaliaram a composição química e as propriedades físicas dos cristais de zircônio no pedaço de granito, descobriram que os cristais se formaram em um ambiente muito mais rico em oxigênio do que a Lua, e em temperaturas baixas demais e pressões altas demais para as rochas lunares.

"Se ele se formou na Lua, isso deve ter acontecido a 167 quilômetros de profundidade," disse Bellucci, acrescentando que mesmo um enorme impacto na Lua não seria capaz de desenterrar pedras tão profundas.

Embora seja possível que a rocha tenha se formado sob condições incomuns na Lua, Bellucci propõe que a explicação mais simples é que a rocha realmente foi da Terra para lá porque é semelhante a rochas que se formam no magma terrestre e estão expostas na superfície.

Meteorito da Terra

É uma boa hipótese, mas cuja confirmação exigirá a observação em outras amostras lunares, a localização de minerais que possuam substâncias químicas não encontradas na Lua ou, eventualmente, a existência de água no interior do meteorito terrestre.

Como esse eventual meteorito da Terra é muito antigo - ele provavelmente foi formado há cerca de quatro bilhões de anos - se a hipótese estiver correta ele se tornará uma das rochas mais antigas da Terra já encontrada, uma vez que as teorias indicam que a própria Terra formou-se cerca de 4,5 bilhões de anos atrás.

Como a Lua mudou muito menos desde que se formou do que a Terra, lá é um local perfeito para armazenar uma cápsula do tempo desde os primeiros anos do nosso planeta natal.

Bibliografia:

Artigo: Terrestrial-like zircon in a clast from an Apollo 14 breccia
Autores: J. J. Bellucci, A. A. Nemchina, M. Grange, K. L. Robinson, G. Collins, M. J. Whitehouse, J. F. Snape, M. D. Norman, D. A. Kring
Revista: Earth and Planetary Science Letters
Vol.: 510, Pages 173-185
DOI: 10.1016/j.epsl.2019.01.010






Outras notícias sobre:
  • Corpos Celestes
  • Exploração Espacial
  • Mineração
  • Impactos sobre o Meio Ambiente

Mais tópicos