Informática

Russos criaram protótipo mais avançado de memória quântica

Russos criaram protótipo mais avançado de memória quântica
Apesar do aspecto um tanto rústico do protótipo, este é um dos dispositivos quânticos mais eficientes já fabricados.[Imagem: S. A. Moiseev et al. - 10.1038/s41598-018-21941-6]

Memória quântica

Uma equipe da Universidade Federal de Kazan, na Rússia, surpreendeu ao apresentar a memória quântica mais avançada já construída até agora - ela funciona até mesmo a temperatura ambiente.

O dispositivo é um conjunto de minirressonadores quânticos que interagem fortemente com um ressonador padrão clássico por meio de um processo de equivalência de impedâncias.

"O esquema de memória quântica de micro-ondas por multirresonador permitiu atingir 16,3% de eficiência quântica a temperatura ambiente, o que foi significativamente melhor do que outros resultados recentes no mundo para a memória quântica de micro-ondas em conjuntos eletrônicos na temperatura do hélio [-270 °C]. Nós também mostramos que a eficiência quântica dessa memória pode ser superior a 99% nas temperaturas suficientemente baixas usadas em esquemas de computação quântica com qubits supercondutores," detalhou o professor Sergey Moiseev, coordenador da equipe.

Memória quântica universal

O feito pode representar a criação de uma solução universal para as memórias dos computadores quânticos com qubits supercondutores, que é uma das plataformas mais pesquisadas atualmente e que está presente nos feitos mais recentes na área, incluindo o processador quântico de 72 qubits do Google e o processador quântico de 49 qubits da Intel.

"As principais realizações destes últimos anos na computação quântica com qubits supercondutores não foram apenas ligadas ao aumento no número de qubits interagentes, mas também a um aumento significativo da vida útil de um qubit supercondutor - para 100 microssegundos. No entanto, é impossível aumentar ainda mais esse tempo devido às leis fundamentais da física. Nesse aspecto, a criação de uma memória quântica de micro-ondas de multi-qubits com uma vida útil prolongada tornou-se muito pertinente," acrescentou o professor Oleg Sherstyukov.

Bibliografia:

Broadband multiresonator quantum memory-interface
S. A. Moiseev, K. I. Gerasimov, R. R. Latypov, N. S. Perminov, K. V. Petrovnin, O. N. Sherstyukov
Nature Scientific Reports
Vol.: 8, Article number: 3982
DOI: 10.1038/s41598-018-21941-6




Outras notícias sobre:

    Mais Temas