Plantão

Sonda Messenger pronta para entrar em órbita de Mercúrio

Aproximações sucessivas

A sonda Messenger, enviada ao espaço pela NASA em 2004, está prestes a entrar em órbita de Mercúrio, o menor planeta do Sistema Solar e também o mais próximo do Sol.

Antes dessa aproximação final, quando a sonda entrará em órbita do planeta, a Messenger já fez rasantes sobre Mercúrio, que deram aos cientistas informações inéditas sobre sua formação.

Em 2008, a Messenger mostrou que Mercúrio está mais vivo do que se pensava.

No segundo sobrevoo, em 2009, os cientistas tiveram novas informações sobre a interação do campo magnético de Mercúrio e sobre seu passado geológico. Esta foi a primeira vez que o homem pode ver partes do planeta nunca observadas antes - veja Mercúrio é um planeta muito dinâmico, revela sonda Messenger.

Ainda em 2009, o terceiro rasante da Messenger sobre seu alvo revelou uma cauda em Mercúrio.

Escudo térmico

Como as temperaturas em Mercúrio chegam a 400ºC, um dos maiores desafios para a missão foi construir um isolamento térmico capaz de evitar que a sonda derretesse ao chegar a seu destino.

"Fizemos uma espécie de sombrinha extremamente fina, como um biscoito. Ela mantém a temperatura exterior de mais de 315ºC atrás da barreira, onde estão os equipamentos ela fica por volta de 20ºC," afirma o engenheiro Eric Finnegan, da Universidade Johns Hopkins.

Brecada crítica

O centro de controle, em Washington, está enviando os últimos comandos para reduzir a velocidade da nave. Qualquer erro nesta fase pode levar a sonda a se despedaçar na superfície de Mercúrio ou a se perder no espaço, como aconteceu recentemente com uma sonda japonesa que deveria entrar em órbita de Vênus.

O próximo passo vai ser a ignição dos retrofoguetes para a entrada em órbita. A partir de então, a sonda começará a observar Mercúrio mais de perto, embora já tenha enviado à Terra fotos nítidas da superfície do planeta em suas passagens anteriores.

Os cientistas acreditam que, ao conhecer Mercúrio mais a fundo, será possível compreender melhor como a Terra e os outros planetas do sistema solar se formaram.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas