Plantão

Dois cubesats ajustam rota para chegar a Marte

Dois cubesats ajustam rota para chegar a Marte
Concepção artística dos cubesats MarCO. Antes de desdobrar os dois painéis solares e a antena, cada MarCO mede 36,6 cm de comprimento, 24,3 cm de largura e 11,8 cm de espessura. [Imagem: NASA/JPL-Caltech]

Microssatélites rumo a Marte

A sonda espacial Insight, que está a caminho de Marte para medir seus sinais vitais, chamou bastante a atenção durante seu lançamento, ocorrido no mês passado.

Mas poucos se lembraram de um experimento inovador, lançado no mesmo foguete, e que está voando junto: são dois cubesats independentes, duas micronaves espaciais com seu próprio sistema de propulsão, controle e comunicação.

É a primeira vez que essa classe de pequenas naves espaciais é enviada a outro corpo celeste, abrindo um novo acesso ao espaço por meio de missões de baixo custo.

Correção de trajetória

Os dois cubesats de demonstração tecnológica, chamados MarCO-A e MarCO-B (Mars Cube One A e B), mostraram que estão indo bem quando seus sistemas de propulsão foram disparados pela primeira vez para se orientarem em direção a Marte.

Esse processo, chamado de manobra de correção de trajetória, permite que uma espaçonave refine seu caminho até Marte após o lançamento. Os dois cubesats completaram com sucesso esta manobra.

A sonda InSight havia feito o mesmo processo em 22 de maio.

Micronaves espaciais

As duas micronaves foram projetadas para rastrear a InSight a caminho de Marte, com o objetivo de transmitir dados sobre a nave principal enquanto ela entra na atmosfera do planeta e tenta pousar. Para isso, os dois cubesats testarão uma tecnologia de comunicação e navegação miniaturizada que pode abrir caminho para futuros cubesats independentes enviados a outros planetas.

"Nosso objetivo mais amplo era demonstrar pela primeira vez como a tecnologia cubesat de baixo custo pode ser usada no espaço profundo. Com os dois MarCOs a caminho de Marte, já viajamos mais longe do que qualquer cubesat antes deles," disse John Baker, gerente da missão.

Caso os dois cubesats cheguem a Marte, eles tentarão transmitir dados para a Terra sobre o pouso da InSight. No entanto, a sonda espacial não dependerá unicamente deles para essa transmissão, usando como canal principal a sonda MRO (Mars Reconnaissance Orbiter), que está em órbita de Marte desde 2006.





Outras notícias sobre:

Mais Temas