Robótica

Microrrobô salta e voa com precisão até o alvo

Microrrobô salta e voa com precisão até o alvo
Mesmo não tendo motor, o microplanador tem controle total sobre suas asas por meio de músculos artificiais. [Imagem: LIS/EPFL]

Robô saltador

Em 2008, pesquisadores suíços apresentaram um robô saltador inspirado em grilos e gafanhotos. Pesando apenas 7 gramas, o robô é capaz de saltar uma distância equivalente a 27 vezes o tamanho do seu próprio corpo.

Robôs saltadores geram bastante interesse entre os pesquisadores que trabalham com robôs miniaturizados. O salto é a forma mais eficiente de se livrar de obstáculos, que são muito difíceis de vencer abaixo de determinadas dimensões.

Microplanador

Como queriam ir ainda mais longe, os pesquisadores resolveram utilizar o robô saltador como uma espécie de plataforma de lançamento para um robô voador, que poderá lançar-se em uma missão a partir de qualquer ponto, sem precisar ser lançado ou contar com aparatos fixos de decolagem.

Toda a estrutura do robô saltador transformou-se na base do microrrobô voador, como se fosse um trem de pouso. Ou, seria também igualmente justo falar, o robô saltador recebeu asas.

Depois de pronto, agora mais pesado, o microrrobô voador é capaz de saltar a uma altura de até 1,4 metro, o que é suficiente para que ele alce voo. Ao receber o comando de lançamento, o robô salta, alça voo e dirige-se até um ponto determinado, onde pousa e se prepara para outra "missão." A preparação inclui o recarregamento de suas baterias por meio de células solares.

Asas com músculos artificiais

Agora os cientistas estão trabalhando na capacidade de manter um voo estável. Devido à sua leveza, não é necessário um vento muito forte para tirá-lo do rumo e impedir que ele atinja o alvo programado. A seguir, eles darão ao robô a capacidade de desviar-se de obstáculos que se coloquem em seu caminho.

Uma outra possibilidade futura será dotar o robô - que é um microplanador e não um microavião - de motores que o permitam voar de forma ativa, com maior controle e maior alcance.

Mesmo não tendo motor, o microplanador tem controle sobre o voo - o que o permite estabilizar-se - por meio de músculos artificiais. Os músculos dão total controle sobre as asas. Em um ambiente fechado, não sujeito a ventos, o protótipo é capaz de lançar-se aos ares e voar diretamente em direção a uma fonte de luz.





Outras notícias sobre:

Mais Temas