Mecânica

NASA construirá avião supersônico de passageiros

NASA construirá avião supersônico de passageiros
Conceito artístico do protótipo de testes do X-Avião com tecnologia QueSST, que eliminará o estrondo sônico causado pela quebra da barreira do som.[Imagem: Lockheed Martin]

Supersônico sem estrondo

A volta dos aviões de passageiros supersônicos ficou mais próxima da realidade com o anúncio de que a NASA irá financiar o projeto de uma aeronave de demonstração de baixo ruído.

E quando se fala em baixo ruído de aviões supersônicos a principal referência é ao estrondo sônico, o barulho quase explosivo associado às ondas de choque criadas quando o avião quebra a barreira do som.

O Concorde só podia superar a barreira do som quando estava voando sobre o mar, devido ao risco de quebrar janelas e causar outros acidentes mais graves. Mas esse é um limitador importante e pode fazer a diferença na viabilidade econômica da aeronave.

X-Aviões

O projeto do avião supersônico será o primeiro de um programa chamado Novos Horizontes da Aviação, no qual a NASA pretende construir vários "X-aviões", ou aviões do futuro.

Para esse primeiro projeto foi selecionada uma equipe liderada pela Lockheed Martin Aeronautics, que deverá elaborar o projeto preliminar da tecnologia QueSST (Quiet Supersonic Technology, ou tecnologia supersônica silenciosa).

O projeto descreverá um avião supersônico de teste pilotado que seja capaz de criar o que a agência chama de "pulsação supersônica" - uma referência ao som de um batimento cardíaco, em substituição ao estouro sônico de alto potencial destrutivo.

NASA construirá avião supersônico de passageiros
O desenho final do avião supersônico deverá ser mais parecido com este, um "supersônico verde" apresentado juntamente com outros conceitos de aviões do futuro que poderão ser construídos no programa Novos Horizontes da Aviação. [Imagem: NASA/Lockheed Martin]

Avião supersônico de passageiros

"O desenvolvimento, construção e teste de voo de um X-avião supersônico silencioso será o próximo passo lógico em nosso caminho para permitir que a indústria decida a abrir as viagens supersônicas para o público," disse Jaiwon Shin, administrador do projeto.

A Lockheed Martin terá 17 meses para terminar o projeto da aeronave com tecnologia QueSST, incluindo o desenho propriamente dito do avião, as exigências de voo e todas as especificações, incluindo validações em túnel de vento, para que o programa possa caminhar para uma fase de protótipo.

A expectativa é que o modelo de teste pilotado possa voar por volta de 2020.





Outras notícias sobre:

Mais Temas