Energia

Nova forma de armazenamento de hidrogênio para células de combustível

Nova forma de armazenamento de hidrogênio para células de combustível

Os cientistas sabem que os hidretos de boro podem armazenar mais energia que os hidrocarbonos (leia-se petróleo e seus derivados). Mas também sabem das dificuldades tecnológicas de se lidar com esses compostos, motivo pelo qual eles foram praticamente abandonados nas pesquisas de fontes de energia desde a década de 1.960.

Mas a empresa norte-americana Millennium Cell está ressuscitando os hidretos de boro. Ao invés de lidar com os problemas de combustão desses compostos, a empresa encontrou novas formas de extrair sua energia. A hidrólise do borohidreto de sódio produz enormes volumes de hidrogênio. Desta forma, o composto pode ser visto como uma forma de armazenamento de hidrogênio mais eficiente, tanto em volume quanto em peso, do que a compressão ou as técnicas de criogenia. Além de operar a baixa pressão e à temperatura ambiente.

O borohidreto de sódio armazena energia suficiente para converter ele mesmo e água em borato de sódio, liberando gigantescos volumes de hidrogênio. O processo utilizado pela empresa é patenteado e foi lançado comercialmente com o nome de Hydrogen on Demand?.

O hidrogênio puro liberado pelo sistema é ideal para utilização em células de combustível, uma vez que ele é produzido em um ambiente com umidade de 100% e sem produção de monóxido de carbono. Ele pode ainda ser injetado diretamente em uma câmara de combustão de um motor tradicional de automóvel, convertido para operar com o gás.

A empresa está ainda desenvolvendo uma bateria de borohidreto de sódio, que deverá apresentar uma vida útil muito superior a todas as tecnologias de baterias atualmente disponíveis.





Outras notícias sobre:

Mais Temas