Eletrônica

Colar neural gera voz sem que o usuário precise usar as cordas vocais

Quantas vezes você não gostaria de falar ao telefone sem que as pessoas ao se redor ouvissem a conversa? Parece uma situação muito comum, seja no ônibus, no metrô, na escola, no trabalho, enfim, em qualquer lugar.

Capturando sinais nervosos

Isso agora já é possível, ao menos parcialmente. Engenheiros da empresa emergente Ambient Corporation apresentaram uma espécie de colar neural que capta os sinais nervosos que se dirigem às cordas vocais e os traduz em sons, sintetizados por um programa de computador.

O sistema de captura dos sinais nervosos é o mesmo já utilizado para o controle de uma cadeira de rodas apenas com o pensamento, apresentado no final do ano passado.

Sem telepatia

Para conseguir emitir os sinais nervosos em direção às cordas vocais, sem que a voz saia, o usuário precisa de um treinamento adequado e criterioso.

O equipamento não captura o pensamento e não faz nenhum tipo de telepatia. Sua atuação é sobre os nervos que controlam as cordas vocais, capturando os sinais ainda no nível neural, antes que eles causem a emissão dos sons.

Primário, mas promissor

O colar neural ainda é bastante primário, trabalhando no reconhecimento de palavras. Hoje ele é capaz de reconhecer cerca de 150 palavras em inglês.

Para se tornar totalmente funcional, o próprio equipamento e o software acoplado deverão ser capazes de reconhecer fonemas individuais, que poderão ser utilizados para a composição de qualquer palavra e de frases inteiras.

Ainda assim, a tecnologia demonstra o avanço na captura de sinais neurais, com uma infinidade de utilidades sobretudo para pessoas deficientes. Visto de outra forma, 150 palavras significam 150 sinais diferentes, bem mais do que o número de teclas de um computador, que poderiam ser controladas à distância.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas