Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Nanotecnologia

Dispositivo rápido e barato captura e identifica vírus em minutos

Redação do Site Inovação Tecnológica - 29/01/2020

Dispositivo rápido e barato captura e identifica vírus em minutos
O pequeno aparelho é formado por uma floresta de nanotubos dispostos para formar um gradiente.
[Imagem: Yin-Ting Yeh et al. - 10.1073/pnas.1910113117]

Detector de vírus

Um pequeno aparelho, capaz de capturar e identificar rapidamente várias cepas de vírus, pode reduzir o tempo de identificação dos patógenos de dias para minutos.

"Nosso dispositivo usa matrizes de nanotubos projetadas para serem comparáveis em tamanho a uma ampla variedade de vírus. Em seguida, usamos a espectroscopia Raman para identificar os vírus com base em sua vibração individual," conta o professor Mauricio Terrones, da Universidade da Pensilvânia, nos EUA.

Trata-se de uma espécie de nanofiltro, no qual os nanotubos são dispostos de forma a criar um gradiente, permitindo capturar vírus de vários tamanhos.

"Nós adicionamos nanopartículas de ouro [aos nanotubos] para reforçar o sinal Raman, para que possamos detectar a molécula do vírus em concentrações muito baixas. Em seguida, usamos técnicas de aprendizado de máquina para criar uma biblioteca de tipos de vírus," detalhou Terrones.

Exames em qualquer lugar

Ao contrário dos equipamentos utilizados hoje nos laboratórios, que são grandes e caros, o novo aparelho, batizado de Virrion, consiste em uma pequena barra, com menos de 10 centímetros de comprimento, onde as amostras a serem analisadas são depositadas.

O aparelho tem uma ampla variedade de usos possíveis. Para os fazendeiros, por exemplo, a detecção precoce de um vírus no campo pode salvar uma colheita ou mesmo um rebanho inteiro. Os seres humanos também se beneficiarão com a detecção de vírus em minutos, e não em dias com os métodos atuais.

Devido ao seu tamanho e baixo custo, o aparelho, quando fabricado industrialmente, poderá até mesmo ser usado nos consultórios médicos, dispensando a ida a um laboratório, e em locais remotos quando ocorrem surtos de doenças.

"Ele tem aplicações no surgimento de vírus, descoberta de vírus e no diagnóstico. Eventualmente, esperamos usar este dispositivo para capturar e sequenciar vírus individuais, dando-nos um controle muito melhor da evolução dos vírus em tempo real," disse a professora Elodie Ghedin, virologista da Universidade de Nova York.

Bibliografia:

Artigo: A rapid and label-free platform for virus capture and identification from clinical samples
Autores: Yin-Ting Yeh, Kristen Gulino, YuHe Zhang, Aswathy Sabestien, Tsui-Wen Chou, Bin Zhou, Zhong Lin, Istvan Albert, Huaguang Lu, Venkataraman Swaminathan, Elodie Ghedin, Mauricio Terrones
Revista: Proceedings of the National Academy of Sciences
Vol.: 117 (2) 895-901
DOI: 10.1073/pnas.1910113117






Outras notícias sobre:
  • Saúde e Reabilitação
  • Sensores
  • Nanotubos
  • Filtragem

Mais tópicos