Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

Escolhido local de pouso de robô em Marte

Com informações da ESA - 18/08/2016

Escolhido local de pouso de robô em Marte
O local é muito próximo de onde pousou o robô Opportunity, da NASA.
[Imagem: NASA/MGS/MOLA/ESA/DLR/FU Berlin]

Alvo marciano

As agências espaciais europeia (ESA) e russa (Roscomos) divulgaram imagens do local de pouso do Schiaparelli, o Módulo Demonstrador de Entrada, Descida e Aterragem da missão conjunta ExoMars 2016.

A região alvo fica na Planície Sul (Meridiani Planum), consistindo em uma elipse com 100 x 15 km, perto do equador de Marte. A região foi escolhida com base nas suas características relativamente planas e baixas, a fim de satisfazer os requisitos de segurança, diminuindo as chances de que o módulo Schiaparelli choque-se com alguma montanha.

O robô Opportunity, da NASA, também aterrou nesta elipse perto da cratera Endurance, em 2004, e vem explorando a cratera Endeavour, de 22 km de largura, nos últimos cinco anos. A Endeavour está à margem da parte sudeste da elipse de aterragem do Schiaparelli.

A região, que vem sendo estudada há anos a partir de sondas em órbita de Marte, contém sedimentos de argila e sulfatos eventualmente formados na presença de água - vários canais são claramente visíveis, em particular na porção sul da imagem.

Campos de dunas são visíveis dentro de crateras grandes e, juntamente com os depósitos escuros em torno deles, são provavelmente moldados por tempestades de vento e poeira.

Teste de pouso e experimentos

Escolhido local de pouso de robô em Marte
O principal objetivo do robô Schiaparelli é demonstrar tecnologias de pouso, mas ele também coletará alguns dados científicos.
[Imagem: ESA/ATG]

Embora a principal missão do Schiaparelli seja demonstrar tecnologias necessárias para aterrar em segurança em Marte, o seu pequeno conjunto de instrumentos científicos vai também registrar a velocidade do vento, umidade, pressão e temperatura no seu local de aterragem.

Ele irá também obter as primeiras medições de campos elétricos na superfície de Marte que, combinadas com medições da concentração de poeira atmosférica, irão fornecer informações sobre o papel das forças elétricas no levantamento de grãos de pó, o gatilho para as tempestades de poeira.

A missão ExoMars, lançada por um foguete Proton da base de Baikonur, em 14 de Março, está a caminho de Marte, onde deverá chegar em 19 de Outubro.

O módulo Schiaparelli irá separar-se da nave-mãe já no dia 16 de Outubro; três dias depois, utilizará uma combinação de um escudo térmico, um paraquedas, um sistema de propulsão e uma estrutura deformável para desacelerar durante sua descida de seis minutos até a superfície de Marte.







Outras notícias sobre:
  • Marte
  • Robôs Espaciais
  • Exploração Espacial
  • Monitoramento Ambiental

Mais tópicos