Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Meio ambiente

Fato ou mito: Biológico, orgânico, biodegradável

Silvia Raimondi - BioCannDo - 27/09/2019

Fato ou mito: Biológico, orgânico, biodegradável
Os biocompósitos prometem substituir madeira, plástico e ainda reciclar o metano.
[Imagem: Hanfstengel/Domínio Público]

Bioconfusões

Tem havido um constante mau uso de uma série de termos, entre os quais "biológico", "orgânico" e "biodegradável".

Vamos tentar elucidar algumas dessas confusões.

"De base biológica e orgânico é a mesma coisa." Isto é um mito.

Um produto de base biológica e um produto orgânico não são a mesma coisa. O prefixo "bio" significa "vida" ou "organismos vivos". É geralmente usado para indicar materiais biológicos ou naturais, em oposição a matérias-primas sintéticas, como petróleo bruto ou gás natural.

Em vez disso, o termo base biológica refere-se ao tipo de matéria-prima usada para fabricar um produto, e não se refere aos materiais produzidos. O que significa que, se um produto é de base biológica, ele é parcial ou totalmente produzido a partir de biomassa, ou seja, materiais renováveis de origem vegetal ou animal.

Ser rotulado como "biológico", no entanto, não diz nada sobre como essas matérias-primas foram produzidas (por exemplo, como as plantas foram cultivadas).

Para indicar uma maneira de produzir bens que economiza recursos e não agride o meio ambiente, o termo "orgânico" é mais usado. Isso se aplica particularmente ao setor de alimentos e na agricultura. [Em outras áreas, como na eletrônica e na energia solar, orgânico refere-se simplesmente a um material que contém carbono em sua composição].

"Nem todo produto de base biológica é orgânico." Isto é um fato.

Fato ou mito: Biológico, orgânico, biodegradável
Tecidos "verdes" feitos de penas de galinha prometem ser biodegradáveis.
[Imagem: American Chemical Society]

Um produto pode ser "de base biológica" e "orgânico", mas não precisa ser. A base biológica descreve simplesmente o fato de que um produto ou material é de origem vegetal ou animal. "Orgânico" significa que o cultivo das plantas ou a manutenção dos animais cumpre os requisitos das normas de agricultura orgânica.

"De base biológica é sempre (por definição) mais ecológica." Isto é um mito.

Os produtos de base biológica não são automaticamente mais sustentáveis do que os produtos de base fóssil.

Quando se trata das emissões de gases de efeito estufa e consumo de recursos fósseis, os materiais de base biológica costumam ter um desempenho melhor do que os de origem fóssil. Por outro lado, eles são piores principalmente nas categorias de acidificação e eutrofização.

Além disso, fatores como danos ambientais causados pela perfuração de petróleo ou rompimento dos ecossistemas nas áreas de mineração contribuem para aumentar o impacto ambiental dos recursos derivados do petróleo.

"De base biológica significa um produto que é sempre biodegradável." Isto é um mito.

Fato ou mito: Biológico, orgânico, biodegradável
Também é crescente o interesse em baterias biodegradáveis.
[Imagem: Seokheun Choi Lab]

A biodegradabilidade é frequentemente discutida com relação aos plásticos, mas nem todos os plásticos e produtos de base biológica são biodegradáveis.

A biodegradação é a decomposição natural de materiais por microrganismos, como bactérias e fungos, produzindo água e gases como dióxido de carbono (CO2) e metano (CH4) ou também nova biomassa. Não existe uma definição oficial de biodegradável, como acontece com o termo compostável.

Como tudo eventualmente se biodegrada, mesmo que demore milhares de anos, a alegação de algo ser biodegradável deve sempre vir com uma explicação das condições ambientais circundantes (o meio ambiente e a temperatura) sob as quais um produto ou material se biodegrada.

"Biodegradável e compostável é a mesma coisa." É um mito.

Este é um pouco complicado. A biodegradação é a decomposição de ocorrência natural de materiais por microrganismos. Não existe uma definição oficial de biodegradável, em contraste com o termo compostável.

A compostagem é o processo de reciclagem orgânica na qual o lixo orgânico é decomposto pela digestão microbiana para criar um composto. Isso significa que a compostagem é um tipo de biodegradação em um ambiente específico. Para passar por um processo de compostagem, os resíduos orgânicos requerem o nível certo de calor, água e oxigênio.

Quando se fala em compostagem de materiais de base biológica, geralmente se refere à compostagem industrial. As instalações de compostagem industrial atendem aos requisitos de um ambiente controlado e altas temperaturas. Os padrões (por exemplo, EN 13432) para a compostagem industrial definem quais condições um produto precisa atender para ser chamado de "compostável", como desintegração em um tempo definido, sem substâncias nocivas ou ecotoxicidade.

Em casa, as temperaturas de compostagem são mais baixas e o ambiente não é controlado. Consequentemente, o processo também funciona mais devagar sob condições domésticas de compostagem.







Outras notícias sobre:
  • Biotecnologia
  • Reciclagem e Reaproveitamento
  • Desenvolvimento Sustentável
  • Indústria Química

Mais tópicos