Robótica

Robôs industriais viram máquinas de prototipagem rápida

Robôs industriais viram máquinas de prototipagem rápida
[Imagem: Fraunhofer]

Pense na hélice de um grande barco ou de um navio. Você sabe como ela é construída? Se você pensou em um molde e o metal incandescente sendo despejado dentro dele acertou. Parece fácil, não é? Mas você consegue imaginar como é feito o molde?

Construção de moldes

A construção de um molde é um processo que une técnica e arte, o que o torna trabalhoso, demorado e caro. As máquinas de prototipagem rápida seriam ideais para esta tarefa, mas elas não conseguem fabricar peças de dimensões tão grandes.

E não são apenas as hélices para navios que exigem grandes moldes, mas também as pás para os grandes rotores que geram energia eólica, os blocos para motores marítimos e os suportes para turbinas, apenas para citar alguns casos.

Robô industrial prototipador

Agora, engenheiros do Instituto Fraunhofer, na Alemanha, acreditam ter encontrado uma solução para otimizar, automatizar e acelerar o processo de fabricação de grandes moldes: converter grandes robôs industriais em equipamentos de prototipagem rápida capazes de lidar com as dimensões necessárias para a fabricação dessas grandes peças.

"Os robôs produzem modelos e moldes mais rapidamente e a um custo menor. Dependendo do processo, isto pode reduzir os custos à metade ou até a um terço. Várias ferramentas podem ser combinadas de forma flexível umas com as outras," explica o engenheiro Torsten Felsch.

Os moldes são usinados diretamente de um bloco, eliminando a necessidade de construção de um modelo para a fabricação do molde. Os pesquisadores agora estão otimizando as rotas que o robô deve seguir ao trabalhar cada peça para diminuir ainda mais o tempo de usinagem, além de aprimorar os algoritmos usados para calcular essas rotas. Na versão final, esses algoritmos serão incorporados na programação do robô prototipador.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas