Eletrônica

LED mais simples e mais eficientes

LED mais simples e mais eficientes

A empresa Opsys, incubada na Universidade de St Andrews (Inglaterra), está desenvolvendo novos materiais orgânicos foto-emissores que irão combinar as características dos polímeros emissores de luz (LEPs - Light-Emitting Polymers) e dos LED orgânicos (OLEDs).

O material é conhecido como "dendrímero", devido às suas características dendríticas.

Ao contrário dos LEPs, os "dendrímeros" podem incorporar as melhores características de materiais de moléculas pequenas, tal como a alta eficiência na emissão de cores, mas sendo passíveis de processamento em soluções.

Os "dendrímeros" podem ser usados para produzir dispositivos OLED com uma única camada de material orgânico entre os eletrodos. Os OLED atualmente existentes requerem múltiplas camadas de deposição por técnicas de evaporação.

Os LEPs podem ser produzidos em solução e mesmo serem impressos. Entretanto, não são tão versáteis porque os mesmos componentes químicos de um LEP são responsáveis tanto por sua característica de emissão de luz como por suas características de produção.

A primeira geração dos dispositivos produzidos baseados em "dendrímeros" de irídio mostraram um pico de eficiência de 6,91 m/W a 1.500 cd/m2 de brilho e uma densidade de corrente de 5 mA/cm2.







Outras notícias sobre:

Mais Temas