Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Informática

Nova tecnologia cria HD de altíssima capacidade

Redação do Site Inovação Tecnológica - 16/12/2004

Nova tecnologia cria HD de altíssima capacidade
A tecnologia de armazenamento magnético perpendicular será usada em um micro HD, de 0,85 polegadas(2,16 centímetros).
[Imagem: Toshiba]

Bits de pé

A empresa japonesa Toshiba anunciou o lançamento do primeiro disco rígido baseado em uma nova tecnologia de gravação perpendicular, um avanço que altera completamente os padrões de densidade de armazenamento magnético.

Ao invés de ficarem deitados, os bits ficam de pé, o que amplia enormemente a capacidade de retenção de informação por área do disco.

O novo disco mede apenas 1,8 polegada (4,5 centímetros) e tem capacidade de 40 gigabytes em cada prato. Um disco rígido pode, na verdade, ser composto por mais de um disco, que são montados com separadores no interior do aparelho. Cada um desses pratos tem sua própria cabeça de leitura magnética.

O novo HD será lançado em duas versões, uma com 40 gigabytes (um prato) e outra com 80 gigabytes (2 pratos). A versão de 40 gigabytes tem apenas cinco milímetros de espessura.

Gravação magnética perpendicular

A Toshiba é a primeira empresa a lançar no mercado discos com gravação magnética perpendicular. A nova técnica exigiu o desenvolvimento de novas cabeças de leitura e gravação e de novos sistemas para integração dessas cabeças ao restante do equipamento.

Nova tecnologia cria HD de altíssima capacidade
Ao invés de ficarem deitados, os bits ficam de pé, aumentando muito a densidade de armazenamento.
[Imagem: Toshiba]

Os discos rígidos convencionais armazenam os dados de forma longitudinal sobre o disco. Isto significa que os bits - as unidades magnéticas individuais - têm seus pólos norte e sul dispostos paralelamente ao disco.

Embora os avanços na cobertura magnética continuem a permitir o aumento da densidade de armazenamento, os bits magnéticos repelem-se mutuamente devido ao alinhamento planar.

Já a nova tecnologia de armazenamento perpendicular coloca os bits de forma perpendicular à cabeça de leitura. Isto reforça o acoplamento magnético entre os bits vizinhos, permitindo que os dados possam ser gravados mais próximos uns dos outros.

Ao invés de interferirem uns com os outros, os bits vizinhos reforçam-se mutuamente e dão mais estabilidade magnética ao disco, que pode então reter mais informações em menor área.

Densidade de armazenamento

A densidade de armazenamento dos novos discos é a maior já registrada até hoje em produtos comerciais, 206 megabits por milímetro quadrado. Isto é um terço mais do que qualquer outro disco fabricado pela empresa.

A Toshiba afirmou que pretende adotar a tecnologia de armazenamento magnético perpendicular em seu novo micro HD (foto do alto) de 0,85 polegada (2,16 centímetros), que deverá chegar ao mercado no início do próximo ano.






Outras notícias sobre:
  • Armazenamento de Dados
  • Equipamentos Eletrônicos
  • Magnetismo
  • Computadores

Mais tópicos