Nanotecnologia

Cristal líquido controla células-tronco embrionárias

Diferenciação

Os cristais líquidos, o material básico das telas planas de monitores, telefones celulares e vários outros equipamentos eletrônicos, agora também poderá ser utilizado para fazer a diferenciação em tempo real de células-tronco embrionárias.

A diferenciação é o processo por meio do qual as células-tronco embrionárias gradualmente se transformam em células adultas de tecidos específicos - as chamadas linhagens de células - formando a pele, o coração, o cérebro e todas as outras partes do corpo humano.

O principal desafio para os pesquisadores que lidam com as células embrionárias é guiar o processo de diferenciação, fazendo com que ele siga por linhagens determinadas, de forma controlada. As células embrionárias que crescem nos laboratórios tendem a se diferenciar de maneira aleatória, resultando em uma mistura de células com pouca utilidade prática.

Controlando a diferenciação

Agora, cientistas da Universidade do Wisconsin, Estados Unidos, descobriram que é possível a eliminação quase completa dessa diferenciação descontrolada simplesmente alinhando mecanicamente as células embrionárias durante o seu crescimento.

As células embrionárias são menores e mais compactas do que as células diferenciadas.

"As células diferenciadas se mostram muito mais espalhadas e exercem diferentes níveis de pressão sobre a matriz na qual elas estão crescendo," explica um dos pesquisadores, o Dr. Sean Palecek.

O cristal líquido é utilizado para "ler" essas forças, que fazem com que a cor e a textura do cristal se altere.

Assim, os cientistas conseguem ver, em tempo real, as interações da célula com o seu substrato, e a forma como está se dando a diferenciação.

Transmissão de características

Para dirigir o processo, eles vão utilizar o cristal líquido para fazer o processo inverso, guiando as células no processo de diferenciação.

"Em última instância, nós queremos utilizar materiais cristalinos líquidos para transmitir as configurações físicas e químicas desejadas para as células embrionárias, de forma a controlar sua diferenciação, assim como receber de volta respostas específicas das células ou tecidos."

Bibliografia:

Thermotropic Liquid Crystals as Substrates for Imaging the Reorganization of Matrigel by Human Embryonic Stem Cells
N. A. Lockwood, J. C. Mohr, L. Ji, C. J. Murphy, S. P. Palecek, J. J. de Pablo, N. L. Abbott
7 Mar 2006
Vol.: Volume 16, Issue 5
DOI: 10.1002/adfm.200690018




Outras notícias sobre:

    Mais Temas