Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Mecânica

Nova liga de alumínio

Redação do Site Inovação Tecnológica - 26/06/2003

Nova liga de alumínio

Os aficcionados por Fórmula 1 estão acostumados com as cenas nas quais a câmera fecha sobre as rodas do carro aproximando-se de uma curva, mostrando o disco de freio incandescente, tamanha a quantidade de calor gerado. Agora imagine o calor a que estão submetidos os freios de um avião de passageiros, transformando em calor a energia cinética de centenas de toneladas, durante o pouso.

À medida em que as pastilhas de freio, feitas de carbono, entram em contato com os discos, o calor gerado espalha-se por todos os componentes do trem de pouso, componentes em sua maioria construídos em ligas de alumínio. A roda e os pneus, o pistão que aciona as pastilhas e todo o encapsulamento metálico estão todos sujeitos a um calor intenso. Agora, pesquisadores conseguiram construir uma liga de alumínio que, além de mais resistente ao calor, é de mais fácil usinagem, permitindo a criação de peças menos sujeitas a falhas.

A nova liga deverá passar a ser a base da construção de todos os componentes do trem de pouso feitos em alumínio. Ela apresenta tolerância ao calor 15% maior do que a apresentada pelas ligas de alumínio hoje utilizadas, mantendo integridade total a temperaturas ao redor de 200º C. Isto a torna perfeita para integração com o carbono das pastilhas de freio, cujo atrito é a fonte geradora do calor.

A liga foi desenvolvida por um conjunto de empresas européias, lideradas pela Otto Fuchs, juntamente com universidades, cujos centros de pesquisas auxiliaram na solução dos problemas de metalurgia apresentados durante o trabalho.

Além de freios de aviões, a empresa espera comercializar a nova liga de alumínio para utilização em bombas de vácuo, centrífugas químicas e rotores de turbinas.







Outras notícias sobre:
  • Metais e Ligas
  • Processos Industriais
  • Aços
  • Compósitos

Mais tópicos