Mecânica

Motor Diesel para Aviação

Motor Diesel para Aviação

Os motores diesel decolaram, literalmente. Até hoje não havia sido registrado um caso de sucesso comercial na transposição de um motor automobilístico para a aviação. Os motores a gasolina adaptados limitam-se hoje à classe dos ultraleves e a pequenos protótipos. Mas a empresa alemã Thielert Aircraft Engines não fez por menos: está lançando um motor diesel para aviação.

Além de ser o primeiro motor diesel aeronáutico de série, seu conceito veio da indústria automobilística. Obviamente que a maioria das peças teve que ser reconstruída com materiais mais leves. Mas o projeto básico é automobilístico.

É quase unânime entre os engenheiros da indústria automobilística que a solução mais promissora para motores que poluam menos está, a curto prazo, nos motores a diesel. Mas até agora eram pequenas as apostas em que se conseguisse levar os duráveis e pesadões motores diesel para a aviação.

A empresa afirma que o principal atrativo do novo motor, além da durabilidade natural dos motores a diesel, é o custo de manutenção, 70% menor do que os motores equivalentes a gasolina. Ele é mais barato de operar, é mais durável e mais seguro dos que os motores a gasolina, além de dar maior autonomia às aeronaves.

Batizado de Centurion 1.7, o motor diesel para aviação já foi submetido a 10.000 horas de testes, das quais 1.500 horas em vôo. O motor turbocomprimido de quatro cilindros, quatro válvulas em linha e injeção direta do tipo "common-rail" alcança 135 Hp de potência. A seco ele pesa 117,5 quilos, alcançando 134 quilos em ordem de marcha.





Outras notícias sobre:

Mais Temas