Mecânica

Técnica de delaminação com descarga de plasma separa metal de plástico

Redação do Site Inovação Tecnológica - 27/01/2004

Engenheiros da empresa japonesa Matsushita Electric, trabalhando em conjunto com cientistas da Universidade Kumamoto (Japão), desenvolveram a primeira tecnologia no mundo para a separação de películas metálicas fixadas em substratos plásticos, um processo chamado delaminação. A tecnologia abre amplas possibilidades para a indústria de reciclagem e recuperação de material industrial.

Películas metálicas são adicionadas a plásticos por meio de processos de revestimento, como a galvanoplastia. A nova tecnologia retira essas películas sem a utilização de compostos químicos especiais e ainda preserva as propriedades do substrato plástico.

Separação de metal e plástico

O novo processo separa fisicamente o metal do plástico através da aplicação de uma onda de choque e calor na parte metálica, por um período extremamente curto e sem contato físico direto. A onda é aplicada por apenas 20 microsegundos, ou 1/50.000 segundo, após o que o metal pode ser delaminado e removido, restando o plástico virtualmente inalterado.

A onda de choque é gerada a partir de uma descarga de plasma, com condições elétricas perfeitamente definidas, como se fosse um relâmpago controlado. Isto permite que a técnica possa ser utilizada para a separação de uma ampla gama de metais e plásticos.

A nova técnica de delaminação permite a recuperação eficiente e a baixo custo de materiais cuja reciclagem até agora era considerada muito difícil, por meio de um processo que também não agride o meio-ambiente. Um dos principais exemplos de utilização possível está no reaproveitamento do metal das placas de circuito impresso de aparelhos eletrônicos, que hoje são moídas com toda a parte metálica, sem possibilidade de reaproveitamento.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas