Mecânica

Pneu largo, substituindo pneus duplos de caminhões, aumenta segurança e economia

Pneu largo

Assim que foram fabricados os primeiros caminhões, os engenheiros logo viram que os pneus não aguentavam sua capacidade de carga. A solução foi simples: colocar dois pneus juntos sob a carroceria, unidos como se fossem um só. E essa tem sido a imagem dos caminhões desde então.

Nos anos recentes, entretanto, a tecnologia permitiu a construção de pneus mais largos e mais resistentes, capazes de substituir os pneus duplos. Inicialmente voltados para cargas de baixa densidade - alto volume e baixo peso, como cegonheiros, por exemplo - hoje esses pneus mais largos já competem em igualdade de condições também nas tarefas mais pesadas.

Agora, um estudo feito no Laboratório Nacional Oak Ridge, Estados Unidos, demonstrou que a utilização desses pneus individuais, mais largos, aumenta a segurança, diminuindo a chance de derrapagem das carretas em mais de 25%.

Os testes envolveram a execução de manobras bruscas em seis configurações diferentes, tudo repetido para 11 velocidades do conjunto.

A segunda importante conclusão do estudo foi que os pneus largos individuais são mais econômicos. "Nós verificamos que há cerca de 2,9% de economia de combustível na utilização dos pneus largos individuais de nova geração em relação aos pneus duplos tradicionais," diz o pesquisador Bill Knee, responsável pela pesquisa.

Agora os engenheiros vão partir para um novo conjunto de testes, envolvendo diferentes tipos de carretas - baú, tanque e carroceria comum - e diferentes suspensões, uma vez que já há no mercado norte-americano suspensões específicas para esse tipo de pneu.





Outras notícias sobre:

Mais Temas