Nanotecnologia

Nanotubos poderão se tornar ferramenta para trabalhar metais

Bombardear um nanotubo de carbono com elétrons pode fazer com que ele desmorone com uma força incrível, capaz de espremer até mesmo o mais duro de todos os materiais como se fosse uma simples pasta de dentes espremida por entre nossos dedos.

Esse gigantesca força poderá ser utilizada como uma ferramenta para se processar materiais em nanoescala. Da mesma forma que enormes extrusores empurram plástico e alumínio para dentro de um molde, os cientistas acreditam que poderão utilizar a força gerada pelos nanotubos para dar forma a dispositivos medindo apenas alguns átomos ou moléculas.

Os experimentos também demonstraram que os nanotubos possuem uma resistência enorme a pressões internas, o que os torna excelentes estruturas para a fabricação de cilindros e equipamentos hidráulicos em nanoescala. Os nanotubos resistiram a pressões de 40 gigapascals; a pressão no centro da Terra é de 350 gigapascals.

"Por enquanto nosso trabalho está focado ao nível da ciência básica, mas certamente isso poderá ser parte do conjunto de ferramentas da nanotecnologia no futuro," diz o cientista Pulickel Ajayan.

Os pesquisadores encheram os nanotubos de carbono com nanofios fabricados com dois materiais duros: ferro e carbureto de ferro. Quando os irradiaram com um feixe de elétrons, os nanotubos de carbono entraram em colapso, espremendo o ferro ao longo do seu eixo - um processo de extrusão. O diâmetro do nanofio de ferro passou de 9 nanômetros para apenas 2 nanômetros.

Bibliografia:

Carbon Nanotubes as High-Pressure Cylinders and Nanoextruders
L. Sun, F. Banhart, A. V. Krasheninnikov, J. A. Rodríguez-Manzo, M. Terrones, P. M. Ajayan
Chemical Physics Letters
26 May 2006
Vol.: Vol. 312. no. 5777, pp. 1199 - 1202
DOI: 10.1126/science.1124594




Outras notícias sobre:

Mais Temas