Mecânica

Técnica foto-acústica previne micro-vazamentos

Redação do Site Inovação Tecnológica - 07/09/2001

Uma nova técnica foto-acústica, descrita na reunião mensal de Maio da Sociedade de Acústica, em Atlanta - EUA, leva apenas alguns segundos para detectar e apontar micro-vazamentos em compartimentos selados. Nenhuma outra técnica hoje conhecida consegue detectar vazamentos tão pequenos tão rapidamente. A pesquisa foi realizada pelos pesquisadores Serdar Yonak e David Dowling, da Universidade Michigan - EUA.

Automóveis, refrigeradores, condicionadores de ar e outros equipamentos incluem partes que contém líquidos ou gases sob pressão os quais, em alguns casos, podem ser inflamáveis ou tóxicos. Localizar vazamentos nesses equipamentos pode levar a fábricas mais seguras, produtos de consumo mais confiáveis e menor emissão de poluentes na atmosfera.

O método consiste em se preencher o compartimento a ser testado com hexafluoreto de enxofre, um gás inerte e não tóxico. Um laser de dióxido de carbono então efetua uma varredura no compartimento, de até 6.000 vezes por segundo. Quando o raio laser passa sobre um distúrbio no gás, causado por vazamento, o laser rapidamente aquece o gás, o que então se expande e gera um pulso sonoro. Este processo de geração de som por meio da luz, conhecido como fotoacústico, foi descoberto por Alexander Graham Bell, o criador também do telefone, no século 19. É um fenômeno oposto à sonoluminiscência, que é a conversão do som em luz.

Entretanto, determinar a localização exata do vazamento pode ser extremamente difícil. Para fazer isso, os pesquisadores analisaram o som empregando uma novíssima técnica de processamento de sinais, conhecido como processamento de campo combinado ("matched field processing"). Um conjunto de microfones super sensíveis grava o som. Levando em conta a posição dos microfones e outros fatores como a velocidade do som e a forma do equipamento sendo testado, um computador processa os dados reconstruindo a trajetória das ondas sonoras de volta no tempo e convergindo diretamente para a localização exata do vazamento





Outras notícias sobre:

    Mais Temas