Mecânica

Aviões serão elétricos enquanto estiverem no aeroporto
O "avião elétrico" foi demonstrado durante o Show Aéreo de Paris, totalmente controlado pelo piloto.[Imagem: Honeywell]

Já se sabia que os aviões mais eficientes do mundo são elétricos.

Mas, quando se trata dos grandes aviões de passageiros, as coisas precisam começar por baixo.

Enquanto não inventam baterias capazes de fazê-los voar, os Airbus A320 receberão motores elétricos em seus trens de pouso.

O objetivo é que os grandes aviões sejam elétricos enquanto estiverem no chão, taxiando ou manobrando nos aeroportos.

Hoje, desde que sai do hangar, o avião aciona suas turbinas, mesmo para se mover lentamente pelo pátio - o que inclui o tempo que eles ficam esperando que os passageiros embarquem e desembarquem.

Isso significa que o avião está gastando o combustível que poderia aumentar sua autonomia, aumentando seus custos operacionais, emitindo poluentes no entorno das cidades e fazendo barulho.

Especialistas afirmam que aviões em rotas domésticas mais curtas, que fazem várias escalas por dia, chegam a gastar quase tanto combustível em solo quanto voando.

Com os motores elétricos, as empresas Honeywell e Safran acreditam poder economizar entre 3% e 4% do combustível gasto hoje pelos grandes aviões - algo em torno de US$200.000 por ano para um A320.

O sistema, chamado EGTS (Electric Green Taxiing System, sistema de taxiamento elétrico verde), é alimentado pelo próprio sistema elétrico do avião, sem exigir modificações na aeronave.

O "avião elétrico" foi demonstrado durante o Show Aéreo de Paris, totalmente controlado pelo piloto.

Outras empresas de equipamentos aeronáuticos anunciaram durante o evento que estão trabalhando em sistemas similares, o que parece mostrar uma tendência firme rumo a aeroportos mais limpos e silenciosos e companhias aéreas com menos perdas financeiras.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas