Plantão

Brasil, Índia e África do Sul desenvolverão dois satélites artificiais

Estudos climáticos e agrícolas

Brasil, Índia e África do Sul assinaram, em Brasília, um acordo de cooperação para o desenvolvimento de dois satélites artificiais.

Segundo o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, os equipamentos serão utilizados em estudos climáticos e agrícolas dos três países.

"Esse é mais um de diversos acordos trilaterais assinados entre os países do IBAS (Índia, Brasil e África do Sul). Esses satélites são importantes para reforçarmos o trabalho dos centros espaciais", destacou.

Áreas estratégicas

O acordo foi firmado na 4ª Cúpula do IBAS, que reúne os chefes de Estado dos três países.

O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, afirmou que o encontro e o acordo de cooperação ajudará no desenvolvimento dos países. "Os países do IBAS têm uma experiência rica em questões globais. Tenho certeza que avançamos na direção correta para o desenvolvimento em áreas estratégicas como agricultura, ciência e tecnologia, energia e pesquisas espaciais."

Capacidade científica

Segundo o presidente Lula, na reunião também foi discutida a ampliação da cooperação científica e tecnológica entre os três países.

O presidente africano, Jacob Zuma, destacou que o conhecimento adquirido com o desenvolvimento do satélite é útil também para outras áreas. "Estamos muito animados com o desenvolvimento de um satélite para o IBAS. É uma oportunidade de aumentarmos a nossa capacidade científica. O conhecimento pode ser aplicado em áreas como saúde e transporte", disse.

Na 4ª Cúpula temas como a participação dos países na reconstrução do Haiti usando o Fundo IBAS para o Alívio da Fome e da Pobreza também foram discutidos. O intercâmbio comercial entre os três países passou de US$ 6,5 bilhões, em 2002, para US$ 26,4 bilhões em 2008.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas