Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Informática

Estações de rádio querem se conectar com os ouvintes

Com informações da Cordis - 03/03/2020

Estações de rádio querem se conectar com os ouvintes
Depois dos rádios inteligentes, a expectativa agora é pelo rádio a laser.
[Imagem: Marco Piccardo/Harvard SEAS]

Rádio interativo

Como diz a famosa canção da banda Queen, "Rádio, nós continuamos amando você".

Mas também é verdade que a carruagem anda, e o público passou a dispor de um nível de interação com as mídias que não está disponível no rádio.

Foi para reviver esse velho amor, e salvar todo um setor econômico que faz parte da história, que a União Europeia bancou o projeto Marconi, uma sigla para Multimedia and Augmented Radio Creation: Online, iNteractive, Individual, ou criação de rádio aumentada e multimídia: online, interativa e individual, em tradução livre.

"O projeto Marconi se concentra na criação de ferramentas para os produtores de rádio lidarem com novas formas de interação com seu público. Além da interação, a visualização e a automação extensiva são tópicos importantes para nós," disse Rik Bauwens, um dos membros do consórcio.

A ideia é que as emissoras e os ouvintes possam se ver em situações como esta: Você liga o rádio da manhã e ouve uma música que gosta e gostaria de saber o título e o nome do artista; mas não tem tempo para procurar isso na hora. À noite, você inicia uma conversa com o atendente virtual da estação de rádio e fica sabendo tudo sobre a música que estava tocando durante o programa da manhã.

Ou então, você deseja criar uma lista de reprodução personalizada com base no tempo disponível e nos assuntos preferidos, como esportes e política: Então você usa um aplicativo no celular, configurando quando deseja ouvir o conteúdo relacionado aos seus tópicos de interesse.

É essa "automação da interação com o público" que está se tornando possível graças ao projeto Marconi, que terminou neste mês de Fevereiro e agora parte para a fase comercial de tentar aproximar as estações de rádio e seus ouvintes.

Rádio que conversa com o ouvinte

Sem nenhuma surpresa, o projeto é totalmente fundamentado na inteligência artificial para automatizar o processamento de conteúdo e as interações para atingir dois objetivos principais.

"Primeiro, os consumidores poderão interagir com o rádio 'ao vivo' através de seu canal de comunicação preferido de várias maneiras. Segundo, os produtores de rádio terão uma visão integrada das interações do público e serão apoiados pelos serviços de automação na interação," disse Bauwens.

Com o final da primeira fase, a equipe do projeto apresentou uma prova de conceito que combina as ferramentas de resumo da programação, aplicativos para acesso por celular e chat e ferramentas de programação sob demanda, tudo em um sistema integrado de produção de rádio.

"Nossos próximos passos incluem tornar o protótipo pronto para produções de rádio reais e testá-lo em um ambiente real de estúdio," disse Bauwens.

A plataforma também incentiva o envolvimento interativo com os ouvintes por meio de pesquisas e segmentação específica, com base na localização e outras métricas. Ou seja, você já pode passar a contar que os anúncios que você ouvirá na sua estação de rádio serão talhados para o seu perfil.







Outras notícias sobre:
  • Equipamentos Eletrônicos
  • Transmissão de Dados
  • Inteligência Artificial
  • Antenas

Mais tópicos