Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Eletrônica

Microlaboratório portátil detecta vírus em 35 minutos

Redação do Site Inovação Tecnológica - 10/02/2011

Microlaboratório portátil detecta vírus em 35 minutos
O aparelho portátil de detecção de vírus pode ajudar a evitar o espalhamento de pandemias, como a gripe aviária ou a gripe A(H1N1).
[Imagem: AStar]

Ele é pequeno e leve, cabe na palma da mão, funciona com pilhas e pode detectar vírus em apenas 35 minutos.

Assim é o novo sensor desenvolvido pela equipe liderada por Pavel Neuzil, do Instituto de Bioengenharia e Nanotecnologia de Cingapura.

Os pesquisadores adaptaram em um dispositivo portátil a tecnologia de detecção de vírus, com potencial para salvar milhões de vidas, especialmente nos países mais pobres e em áreas remotas, onde não se dispõe de laboratórios clínicos.

Técnica PCR

A técnica mais sensível e mais confiável para detecção de vírus disponível atualmente chama-se transcrição reversa da reação em cadeia da polimerase (PCR), que pode ser feita em tempo real.

A tecnologia envolve a criação de cópias de DNA complementar do RNA viral, multiplicando o número de cópias de DNA e misturando-as com um corante fluorescente.

As diferenças sutis na intensidade da fluorescência refletem a presença e a quantidade do RNA viral, o que permite não apenas identificar o vírus, mas também detectar sua concentração.

Mas aparelhos de PCR são grandes, precisam ser instalados em laboratórios e são caros.

PCR portátil

Os pesquisadores conseguiram miniaturizar ao extremo seu aparelho PCR substituindo o bloco de alumínio do aparelho convencional por uma pastilha de silício microusinada - o chamado lab-on-a-chip.

A fonte de luz, geralmente um laser azul, foi substituída por um diodo emissor de luz, um LED. O tubo fotomultiplicador, que serve para detectar a luz das amostras fluorescentes, por sua vez, foi substituído por um fotodiodo.

Os testes confirmaram que analisador PCR portátil consegue detectar o vírus H5N1 - o vírus da gripe aviária - em apenas 35 minutos.

O microlaboratório não apenas é confiável e rápido, mas também pode ser fabricado a um custo muito baixo, o que o torna particularmente adequado para aplicações de campo e atendimento rápido no consultório.

"O dispositivo de detecção já está pronto para ser usado em sua forma atual e é adequado para o acompanhamento de surtos de influenza aviária, especialmente nas áreas rurais dos países em desenvolvimento," afirmou Juergen Pipper, membro da equipe de pesquisa. "Nós também podemos ajustar o sistema para que ele detecte outras doenças infecciosas, incluindo a SARS".

Bibliografia:

Artigo: Rapid detection of viral RNA by a pocket-size real-time PCR system
Autores: Neuzil, P., Novak, L., Pipper, J., Lee, S., Ng, L.F.P., Zhang, C.
Revista: Lab on a Chip
Vol.: 10, 2632-2634
DOI: 10.1039/c004921b






Outras notícias sobre:
  • Biochips
  • Saúde e Reabilitação
  • Biomecatrônica
  • Biotecnologia

Mais tópicos