Plantão

Marinha anuncia nacionalização de tecnologia de motores para mísseis

Motor-foguete

O Brasil desenvolveu tecnologia própria para a construção de motores-foguete para mísseis Exocet MM40, artefato antinavio de superfície de médio alcance.

A informação foi dada hoje pela Marinha do Brasil, que acrescentou que os testes de lançamento do motor brasileiro foram realizados com sucesso no último dia 18 de abril.

A autonomia tecnológica foi obtida a partir de uma parceria envolvendo a Marinha do Brasil, a Avibras (empresa aeroespacial brasileira de capital privado 100% nacional) e o grupo europeu MBDA - líder mundial em fabricação de mísseis e sistemas de mísseis.

Exportação

Para o vice-almirante Ronaldo Fiúza de Castro, a absorção da tecnologia pelo Brasil "representa a possibilidade de estender, por muitos anos, a vida útil dos mísseis que o Brasil possui".

Ele afirmou ainda que a parceria abre a possibilidade de exportação de produtos e serviços, já que os motores fabricados no país poderão ser utilizados em outros modelos de mísseis, nacionais e internacionais.

Para o desenvolvimento do motor, fabricado e certificado pela Avibras em parceria com o grupo europeu, foram investidos R$ 75 milhões.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas