Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Informática

Realidade virtual cria ilusão de troca de corpo

Redação do Site Inovação Tecnológica - 03/12/2008

Realidade virtual cria ilusão de troca de corpo
Voluntário (esquerda) olha para baixo, na mesma direção em que estão apontadas as câmeras do manequim (direita), enquanto ambos são tocados com um bastão.
[Imagem: Plos One]

Neurocientistas suecos utilizaram capacetes de realidade virtual, usados em jogos e experiências de imersão em mundos virtuais, para demonstrar que é possível fazer com que as pessoas sintam um outro corpo como sendo o seu próprio, tendo a exata sensação de que estão neste outro corpo.

Trocando de corpo

No primeiro experimento, foram instaladas duas câmeras na cabeça de um manequim, que enviavam imagens para duas pequenas telas colocadas à frente dos olhos do participante humano. Desta forma, o voluntário via exatamente o que o manequim "via".

Quando as câmeras-olhos do manequim e a cabeça do voluntário eram voltadas para baixo, olhando em direção à ponta dos pés, o voluntário via o corpo do manequim como se fosse o seu próprio.

Ilusão da troca de corpos

A ilusão da troca de corpos foi criada quando o cientista tocou a barriga dos dois simultaneamente com duas varinhas. O voluntário podia então ver a barriga do manequim sendo tocada ao mesmo tempo em que sentia a sensação em sua própria barriga. Como resultado, o voluntário desenvolveu uma forte sensação de que o corpo do manequim era o seu próprio.

"Isto mostra como é fácil alterar a percepção que o cérebro tem do self físico," comentou Henrik Ehrsson, coordenador do projeto, em uma nota divulgada pela Universidade de Karolinska, onde foi feita a experiência. "Manipulando as impressões sensoriais, é possível enganar o self não apenas de que ele está fora do corpo, mas também de que ele está em outro corpo."

Troca de sexos

O segundo experimento foi mais dramático. O voluntário demonstrou todas as sensações de stress quando os pesquisadores colocaram uma faca prestes a perfurar o braço do manequim. Nenhuma sensação foi percebida quando a faca era apontada para o próprio braço do voluntário - que ele não estava vendo.

A ilusão funcionou mesmo quando o manequim foi substituído por um outro de sexo oposto. Entretanto, não é possível enganar o self de que ele seja um objeto não-humanóide, como uma cadeira ou um grande bloco.

Realidade virtual e robótica

O objetivo da pesquisa é aprender mais sobre como o cérebro constrói uma imagem interna do corpo. A sensação de identificação corporal e de autopercepção, podendo ser manipulada para que uma pessoa acredite que tem um novo corpo, tem um grande potencial de utilização prática em aplicações de realidade virtual e na robótica, quando um usuário poderá controlar um robô humanóide como se fosse o seu próprio corpo.

Bibliografia:

Artigo: If I Were You: Perceptual Illusion of Body Swapping
Autores: Valeria I. Petkova, H. Henrik Ehrsson
Revista: Plos One
Data: 3 December 2008
Vol.: 3(12): e3832
DOI: 10.1371/journal.pone.0003832





Outras notícias sobre:
  • Realidade Virtual
  • Robôs
  • Robôs Assistentes
  • Telas e Monitores

Mais tópicos