Robótica

Robô C2D2 anda pelo teto em busca de corrosão

Robô C2D2 anda pelo teto em busca de corrosão
O robô C2D2 é capaz de encontrar sinais de corrosão nas malhas de aço internas das estruturas de concreto armado. [Imagem: Peter Rüegg / ETH Zurich]

Robô que anda pelo teto

Este é o C2D2, um robô capaz de subir pelas paredes e andar pelo teto em busca de sinais de corrosão em estruturas metálicas industriais e na construção civil.

O nome, de clara inspiração na ficção, é uma sigla para Climbing Corrosion Detecting Device, dispositivo escalador para detecção de corrosão, em tradução livre.

O movimento do robô é baseado na tecnologia Vortex, na qual uma hélice especial é acoplada à parte inferior do robô.

A hélice gira com rapidez suficiente para que uma ventosa móvel mantenha o robô nas paredes ou no teto, onde então ele pode usar normalmente as rodas para se locomover ao longo dessas superfícies.

O sensor de detector de corrosão é formado por um eletrodo localizado na parte inferior do C2D2, que mede a diferença de potencial ao longo da superfície conforme o robô anda pela estrutura.

Neste estágio, o robô é guiado por controle remoto ou por meio de um computador.

A equipe agora pretende dar autonomia ao C2D2, com capacidade para detectar e evitar obstáculos, e um sistema de navegação que permita que ele faça sozinho a varredura de toda uma área, sem exigir que o operador fique olhando para cima o tempo todo.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas