Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Mecânica

Todos os carros elétricos poderão usar uma mesma motorização

Redação do Site Inovação Tecnológica - 26/06/2019

Todos os carros elétricos poderão usar uma mesma motorização
O grande desafio é construir uma plataforma única que sirva a diferentes classes de automóveis híbridos e elétricos.
[Imagem: Drivemode/Divulgação]

Propulsor genérico

Em busca do aumento da eficiência e da diminuição dos custos, a indústria automobilística tem mostrado interesse em evitar os erros e problemas do seu primeiro século, baseado nos motores a combustão interna.

Aproveitando a migração para os motores elétricos, os esforços têm-se concentrado no sentido de criar plataformas de motorização básicas, a partir das quais os diferentes modelos de carros poderão ser construídos por cada empresa.

Este é justamente o propósito do projeto Drivemode, financiado pela União Europeia.

A equipe multi-institucional está desenvolvendo um módulo de transmissão distribuído e integrado (IDM), escalonável para todos os tipos de carros elétricos e híbridos produzidos em massa, desde veículos de passeio leves até veículos utilitários e de alto desempenho.

Em sua última reunião, realizada no mês passado em Bruxelas, na Bélgica, a equipe demonstrou ter alcançado um ponto crítico em sua pesquisa e desenvolvimento: eles descobriram meios de integrar uma caixa de câmbio de alta velocidade (atingindo 97% de eficiência em torno dos pontos nominais), um motor de alta velocidade (75kW, 100Nm e mais de 20.000rpm) e um inversor SiC (comutação de 20kHz, corrente de 140A rms) em módulos de transmissão eficientes e econômicos.

Todos os carros elétricos poderão usar uma mesma motorização
O próximo passo é começar a construir e testar os módulos de propulsão.
[Imagem: Drivemode/Divulgação]

Módulo integrado de propulsão

As principais vantagens do módulo integrado vêm da redução do uso de materiais, instalação simplificada e sinergia ideal entre os componentes. Além disso, o conceito de motorização distribuída abre as portas para um design único para atender a uma variedade de veículos.

O próximo passo será partir para a fabricação desses carros modulares.

Entre os objetivos traçados para essa próxima etapa estão alcançar um aumento de 30% no torque e potência específicos, 50% de aumento na velocidade do motor elétrico, aumentar a tensão (800V) para reduzir ainda mais os materiais utilizados e 50% de redução nas perdas de materiais, além de um recarregamento mais rápido das baterias.



Outras notícias sobre:
  • Tecnologia Automotiva
  • Veículos Híbridos e Elétricos
  • Motores
  • Veículos

Mais tópicos