Energia

Equipamento poderá viabilizar produção de células solares em massa

Células solares são uma das grandes promessas da energia elétrica do futuro. Não se desgastam, seu único combustível é a luz solar e não poluem. Tecnicamente, elas não são muito eficientes, convertendo apenas entre 10 e 30% de energia solar em energia elétrica. Mas seu maior problema ainda é o custo. Sua produção é difícil, depende de matérias-primas caras e só pode ser feita em pequena escala.

Por esta razão é que um grupo de pesquisadores da Universidade do Colorado (Estados Unidos) tem se dedicado a encontrar formas de produzir células fotovoltaicas mais baratas. Nesta semana, o Dr. W.S. Sampath, chefe da equipe, anunciou resultados animadores dos trabalhos. O grupo desenvolveu um novo método de produção capaz de, finalmente, tornar a energia solar um bem ao alcance das massas. Mas não foi apenas a teoria de uma nova tecnologia que pode ser viável. A equipe do Dr. Sampath construiu um protótipo de equipamento, capaz de produzir células de 20 centímetros quadrados, a uma taxa de uma célula a cada dois minutos. Isto representa um incremento de cerca de 100 vezes em relação aos processos hoje utilizados.

Sem dar maiores detalhes do equipamento, em fase de patenteamento, os pesquisadores anunciaram que a máquina foi construída com materiais normalmente encontrados no mercado, a baixo custo, e é totalmente automatizada. Mais importante, a matéria-prima utilizada é um sub-produto industrial, barato e disponível em grandes quantidades. A equipe está agora construindo uma máquina mais aprimorada, capaz de produzir células de um metro quadrado.

Espera-se que o novo equipamento possa trazer os custos da energia solar para menos de US$1 por watt gerado.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas