Energia

Energia solar pode substituir laser

Energia solar pode substituir laser

Cientistas da Universidade Ben-Gurion (Israel), liderados pelo professor Feuermann, construíram uma alternativa ao laser, para aplicação em cirurgias. A tecnologia é totalmente baseada na energia solar. Os tecidos humanos são queimados com luz solar concentrada, ao invés de feixes de laser. A nova tecnologia também poderá incentivar a adoção da energia solar, ao concentrar a luz do sol em painéis fotovoltaicos menores do que os altualmente utilizados.

Um pequeno prato, parecido com uma antena parabólica, foca a luz solar em um ponto único, ampliando-a até 15.000 vezes. Os cientistas esperam ainda atingir uma concentração tão forte que reproduza, no ponto de foco, a temperatura da superfície do Sol.

A luz concentrada pode ser dirigida para outro local, como a sala de cirurgia de um hospital, utilizando fibras óticas. "A maioria dos pacientes é discriminada por causa do preço [de uma cirurgia a laser]." diz Jeffrey Gordon, um dos membros da equipe. Uma unidade de cirurgia a laser custa cerca de US$100.000,00. O novo equipamento, solar, totalmente desenvolvido a partir de peças normalmente encontradas na indústria, custa cerca de US$1.000,00.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas