Plantão

Governo quer minimizar dependência tecnológica

Dois grupos de trabalho foram constituídos para definir temas prioritários na área de importação dentro da Rede Brasil de Tecnologia (RBT), programa do Ministério da Ciência e Tecnologia. Os comitês serão responsáveis pela análise de projetos e definição de propostas no âmbito do acordo de cooperação técnica firmado pelo MCT com o Ministério das Minas e Energia, Eletrobrás e Petrobrás. O objetivo é criar produtos com tecnologia nacional que gerem emprego, renda, minimize a dependência tecnológica externa com redução do fluxo de importações.

O primeiro comitê-executivo do acordo de cooperação irá analisar projetos para o desenvolvimento de bens e serviços apresentadas pelas empresas nacionais na área de petróleo e gás. "Neste colegiado, será discutido que equipamentos deverão ser desenvolvidos de forma prioritária tanto para atender às necessidades do MME quanto dos fornecedores da Petrobrás", explica o coordenador da RBT, Marcelo Lopes. Da mesma forma, o segundo comitê irá fazer análises para os setores de energia alternativa e metalurgia.

No ano passado, foram lançados editais no valor global de R$ 10,4 milhões dos fundos setoriais para fomentar o desenvolvimento de produtos com inovação tecnológica nas áreas de petróleo, gás natural, energias renováveis, mineração e metalurgia, por meio deste acordo de cooperação técnica.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas