Robótica

Enfermeira-robô auxilia em sala de cirurgia

Redação do Site Inovação Tecnológica - 22/06/2005

Enfermeira-robô auxilia em sala de cirurgia

A cena é bem conhecida: o cirurgião estende a mão, fala o nome do instrumento necessário, e uma enfemeira prontamente coloca em sua mão o equipamento, já na posição pronta para o uso.

Mas, num futuro próximo, a enfermeira poderá não mais precisar cuidar dessa tediosa tarefa, podendo aplicar seus conhecimentos de forma mais criativa. Acaba de passar pelo primeiro teste real o primeiro robô destinado a manusear instrumentos cirúrgicos.

Tecnicamente chamado Servidor de Instrumentos Cirúrgicos, o novo robô já está sendo conhecido pelo apelido bem mais carinhoso de Penélope. A "enfermeira-robótica" foi testada na semana passada, em condições reais, no Hospital Presbiteriano de Nova Iorque, Estados Unidos.

A robô Penélope desempenhou com precisão todas as funções programadas, um passo importante para a validação da nova plataforma como um instrumento que poderá ter utilidade real nas salas de cirurgia.

Dotada de um programa de reconhecimento de voz, Penélope age instantaneamente aos comandos do médico, entregando-lhe os instrumentos na mão. Quando o médico devolve o instrumento sobre a mesa, a robô utiliza câmeras digitais para reconhecer o instrumento e colocá-lo novamente em sua posição.

O software que controla o funcionamento da robô-enfermeira também possui dados que permitem que ela deduza qual será o instrumento a ser usado em seguida, aumentando a produtividade do trabalho.

Os cientistas esperam que a nova robô possa auxiliar a aumentar a eficiência e a produtividade nas salas de cirurgia, auxiliando enfermeiras e médicos. Mas ela não terá nenhum contato direto com o paciente.

Para comercializar a robô-enfermeira Penélope, a equipe do Dr. Michael R. Treat, seu criador, lançou a empresa Robotic Surgical Tech.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas