Plantão

Brasil, China e Argentina juntos na TV Digital

O embaixador da China, Jiang Yuande, esteve com o ministro da Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral, para comunicar interesse de seu governo pela proposta brasileira de reunir esforços para pesquisa de um padrão comum para televisão digital.

Antes, em viagem à Argentina, Roberto Amaral já havia proposto àquele governo acordo para implementação de um padrão único de televisão digital. Juntos, esses três países constituiriam o maior mercado mundial de televisões, garantindo assim a viabilidade econômica do projeto.

É uma guinada nas negociações empreendidas até o ano passado pelo governo FHC, que discutia a adoção de um dos padrões existentes (americano, europeu e japonês) com base em reciprocidades. Uma das principais exigências era então a instalação de fábricas no país.

Agora, as empresas deverão participar de um esforço conjunto de desenvolvimento tecnológico para a definição de um novo sistema que atenda às necessidades do Brasil, Argentina e China.

As negociações devem ser iniciadas com diplomatas chineses já nesta semana.

Espaço

O ministro Roberto Amaral e o embaixador da China discutiram ainda outros projetos de cooperação científica e tecnológica existentes entre os dois países. Um deles é o projeto do Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (CBERS). O embaixador informou que o segundo satélite, o CBERS-2, será lançado em agosto ou setembro, de uma das bases da China.

O CBERS é fruto de acordo assinado em 1988 entre Brasil e China com o objetivo de agregar capacidade técnica e recursos financeiros entre os dois países para estabelecer um completo sistema de sensoriamento remoto competitivo e compatível com as necessidades internacionais atuais. O CBERS-1 foi lançado em 14 de outubro de 1999, da base de Taiwan. Foi o primeiro satélite de sensoriamento remoto produzido pelo país.

Os dois países ainda vão definir as bases do lançamento dos CBERS 3 e 4, informou o embaixador. Segundo ele, o Brasil e a China são países com intensa cooperação. O objetivo da visita, disse o embaixador, foi iniciar discussões para ampliar ainda mais essa cooperação.







Outras notícias sobre:

    Mais Temas