Plantão

Asteroides próximos à Terra conhecidos chegam a 15.000

Asteroides próximos à Terra conhecidos chegam a 15.000
O asteroide próximo à Terra de número 15.000 foi chamado de 2016 TB57. [Imagem: NASA/JPL-Caltech]

Perigos conhecidos

O número de asteroides próximos da Terra (NEOs: Near-Earth Asteroids) já identificados alcançou a marca dos 15.000, com uma média de 30 novas descobertas adicionadas ao catálogo a cada semana.

Esta etapa marca um aumento de 50% no número de NEOs conhecidos desde 2013, quando as descobertas atingiram a marca de 10.000, em agosto daquele ano.

O asteroide próximo à Terra de número 15.000 foi chamado de 2016 TB57. Ele foi descoberto em 13 de outubro por astrônomos do Mount Lemmon Survey, que faz parte do programa de rastreamento de asteroides financiado pela NASA - o programa da NASA, que rastreia asteroides e cometas, responde por mais de 95% das descobertas feitas até agora.

O 2016 TB57 é um asteroide pequeno - entre 16 a 36 metros pelas primeiras estimativas - que atingiu seu ponto de maior aproximação da Terra nesta segunda-feira (31 de outubro), cerca de cinco vezes a distância da Lua.

Asteroide próximo à Terra

Um asteroide próximo da Terra é definido como um corpo celeste cuja órbita periodicamente o aproxima do Sol a até cerca de 1,3 vez a distância média da Terra ao Sol - cerca de 195 milhões de quilômetros, já que a distância média da Terra ao Sol, ou uma unidade astronômica, é de cerca de 150 milhões de quilômetros. Esta distância do Sol significa que o asteroide pode se aproximar até cerca de 50 milhões de quilômetros da órbita da Terra.

Já foram identificados mais de 90% da população estimada dos grandes asteroides - aqueles maiores do que um quilômetro.

Contudo, os astrônomos estimam que apenas cerca de 27% dos asteroides próximos à Terra maiores do que 140 metros foram localizados até o momento. O Congresso dos EUA determinou que a NASA encontre mais de 90% desses objetos menores até o final de 2020.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas