Plantão

Brasileiros participarão de torneio mundial de barcos solares

Brasileiros participarão de torneio mundial de barcos solares
O barco solar é um meio para estimular o desenvolvimento de novas tecnologias aliadas à energia fotovoltaica. Além disso, é uma alternativa aos atuais motores a diesel, que poluem as águas e fragilizam ainda mais os ecossistemas. [Imagem: UFSC]

A equipe Vento Sul, formada por alunos e professores das universidades federais de Santa Catarina (UFSC) e do Rio de Janeiro (UFRJ), vai participar da terceira edição do Frisian Solar Challenge.

Este é o maior evento europeu para embarcações solares, com participantes percorrendo 220 quilômetros de canais de 11 cidades da região da Frísia, no norte da Holanda.

A competição, que ocorre a cada dois anos, será realizada entre os dias 4 e 10 de julho.

Barco solar

O barco, que seguiu hoje (16/6) para a Europa, está enquadrado na Classe A, com comprimento máximo de seis metros e largura máxima de dois metros e quarenta centímetros.

A UFRJ foi responsável pela construção do casco, laminado a vácuo em fibra de carbono. A UFSC desenvolveu o mecanismo de propulsão - motores elétricos de alta eficiência e hélices modeladas para otimização na transmissão mecânica de energia - e pelo sistema de energia, formado pelos painéis solares.

A equipe Vento Sul trabalha com o uso criativo de tecnologias comercialmente disponíveis, para maximizar a eficiência e causar pouco ou nenhum impacto ambiental. O barco solar é um meio para estimular o desenvolvimento de novas tecnologias aliadas à energia fotovoltaica. Além disso, é uma alternativa aos atuais motores a diesel, que poluem as águas e fragilizam ainda mais os ecossistemas.

Solar Brasil

Em outubro do ano passado o grupo da UFSC, formado por docentes e estudantes das áreas de engenharia, design e jornalismo, além de integrantes do Laboratório de Energia Solar (Labsolar), venceu o Desafio Solar Brasil, em Paraty (RJ), na classe catamarã.

Com a vitória, a equipe foi selecionada para participar do campeonato mundial de barcos elétricos abastecidos com energia solar fotovoltaica.

Para este novo desafio, a UFSC fez uma parceria com o vencedor na classe monocasco, o Laboratório de Mecânica das Turbulências, da COPPE/UFRJ, e assim surgiu a equipe Vento Sul - UFSC/UFRJ.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas