Energia

Célula solar de plástico já compete com células de silício

Redação do Site Inovação Tecnológica - 28/08/2013

Célula solar de plástico já compete com células de silício
O professor Michael Gratzel apresentando suas células solares orgânicas, agora com eficiência na casa dos 15%.[Imagem: EPFL]

Célula solar orgânica de alta eficiência

O inventor das células solares orgânicas, Michael Gratzel, deu outro impulso marcante à sua criação original.

Sua equipe construiu células solares sensibilizadas por corante (DSSC) em uma versão de estado sólido - as DSSC são também conhecidas como "células de Gratzel".

A DSSC de estado sólido utiliza um material chamado perovskita (CaTiO3) para coletar a luz, funcionando também como material de transporte das cargas positivas para substituir o eletrólito líquido da célula.

Os protótipos apresentaram uma eficiência recorde de 15% na conversão de energia solar em eletricidade, aproximando-se muito das células solares de silício.

A equipe acredita que a inovação representa uma nova etapa no desenvolvimento das células solares orgânicas, agora em um novo patamar de eficiência.

Esse tipo de célula solar tem potencial para ser muito barato, podendo ser fabricado em larga escala, sobre substratos plásticos transparentes.

Bibliografia:

Blue-Coloured Highly Efficient Dye-Sensitized Solar Cells by Implementing the Diketopyrrolopyrrole Chromophore
Jun-Ho Yum, Thomas W. Holcombe, Yongjoo Kim, Kasparas Rakstys, Thomas Moehl, Joel Teuscher, Jared H. Delcamp, Mohammed K. Nazeeruddin, Michael Grätzel
Nature Scientific Reports
Vol.: 3, Article number: 2446
DOI: 10.1038/srep02446




Outras notícias sobre:

    Mais Temas