Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Materiais Avançados

Cristal cria pernas para evitar superfície escorregadia

Redação do Site Inovação Tecnológica - 23/09/2020

Cristal cria pernas para evitar superfície escorregadia
O fenômeno é inusitado e ainda não totalmente compreendido.
[Imagem: Herish Salim et al. - 10.1021/acs.jpclett.0c01871]

Cristal que cria pernas

Criar pernas para se adaptar às exigências do ambiente não parece ser uma exclusividade dos seres vivos.

Em uma descoberta impressionante, Herish Salim e seus colegas da Universidade de Amsterdã, nos Países Baixos, observaram um cristal criando pernas para conseguir se firmar em uma superfície que era lisa demais.

E não se trata de nenhum cristal exótico: O experimento usava sal de cozinha comum (NaCl).

O inusitado é que, quando Salim colocou a mistura para cristalizar sobre uma superfície hidrofóbica - altamente repelente à água - o sal começou a cristalizar estruturas que funcionaram como pernas - ou pilares - para manter-se afastado da superfície.

À medida que a água da solução evaporava, os cristais de sal começaram a se formar na interface água-ar, apoiando-se uns nos cantos dos outros para minimizar o contato com a superfície.

Assim, à medida que a evaporação prosseguia, várias minúsculas "pernas cristalinas" começaram a crescer na parte inferior, levantando todo o cristal da superfície. Quanto mais alta a temperatura, mais pernas crescem e mais rapidamente, chegando a meio centímetro por minuto.

Hidrofobicidade

O fenômeno ocorreu quando Salim fazia experiências sobre uma placa de vidro silanizado - uma cobertura superficial com moléculas organofuncionais de alcoxissilano -, que é essencialmente um material autolimpante.

Mas o processo não ocorreu em outras superfícies hidrofóbicas, mostrando que a composição do material é essencial para que o "cristal crie pernas", embora a equipe ainda não tenha uma explicação completa para o fenômeno.

"Nós demonstramos que a hidrofobicidade da superfície é uma condição necessária, mas não suficiente para obter esse comportamento de 'autoelevação'," escreveram os químicos.

A equipe acredita que esta descoberta pode ser usada para projetar superfícies onde é necessário evitar o acúmulo de sal, como acontece na indústria ou no tratamento de superfícies para evitar o congelamento em climas frios.

Bibliografia:

Artigo: Self-Lifting NaCl Crystals
Autores: Herish Salim, Paul Kolpakov, Daniel Bonn, Noushine Shahidzadeh
Revista: Journal of Physical Chemistry Letters
Vol.: 11, 7388
DOI: 10.1021/acs.jpclett.0c01871





Outras notícias sobre:
  • Indústria Química
  • Metamateriais
  • Compósitos
  • Cerâmicas

Mais tópicos