Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

Descoberto na Rússia mineral que pode viabilizar baterias de sódio

Redação do Site Inovação Tecnológica - 18/11/2020

Descoberto na Rússia mineral que pode viabilizar baterias de sódio
O mineral é formado por átomos de oxigênio, enxofre, sódio e cobre, que formam uma estrutura porosa.
[Imagem: SPBU]

Transição para baterias de sódio

Pesquisadores russos descobriram um novo mineral que pode ser útil para a tão esperada transição das baterias de lítio para as baterias de sódio, que têm um potencial muito maior de eficiência e durabilidade.

Stanislav Filatov e seus colegas da Universidade de São Petersburgo encontraram o mineral até agora desconhecido no cone e nos fluxos de lava do vulcão Tolbachik, na Península de Kamchatka, que entrou em erupção em 1975-1976 e 2012-2013.

Ele foi batizado de petrovita, em homenagem ao geólogo Tomas Petrov, professor da Universidade de São Petersburgo.

Nos últimos anos, os pesquisadores descobriram dezenas de novos minerais na região, muitos dos quais únicos no mundo. E, ainda assim, o novo mineral tem algo de especial.

Petrovita

A petrovita, cuja fórmula química é Na10CaCu2(SO4)8, consiste em aglomerados globulares azuis formados por cristais tabulares. Contudo, e aí está seu grande diferencial, ele é repleto de inclusões gasosas, o que o torna poroso e pouco denso.

Os vazios são conectados uns aos outros por canais, através dos quais os átomos de sódio, que são relativamente pequenos, podem se mover.

E essa condutividade iônica torna o mineral promissor ser usado como um material catódico nas baterias de íons de sódio.

"No momento, o maior problema desse uso é a pequena quantidade de um metal de transição - o cobre - na estrutura cristalina do mineral. Isso pode ser resolvido sintetizando-se um composto com a mesma estrutura da petrovita em laboratório," disse Filatov.

Bibliografia:

Artigo: Petrovite, Na10CaCu2(SO4)8, a new fumarolic sulfate from the Great Tolbachik fissure eruption, Kamchatka Peninsula, Russia
Autores: Stanislav K. Filatov, Andrey P. Shablinskii, Sergey V. Krivovichev, Lidiya P. Vergasova, Svetlana V. Moskaleva
Revista: Mineralogical Magazine
Vol.: 84, Issue 5, pp. 691-698
DOI: 10.1180/mgm.2020.53





Outras notícias sobre:
  • Baterias
  • Mineração
  • Metais e Ligas
  • Cerâmicas

Mais tópicos