Plantão

Foguete que substituirá ônibus espaciais é testado pela NASA

Foguete que substituirá ônibus espaciais é testado pela NASA
O teste foi feito em solo, o que significa que o foguete não foi lançado ao espaço. Ainda assim, a experiência reproduziu todas as condições de um lançamento real, incluindo a queima total do combustível do foguete. [Imagem: NASA]

A NASA testou com sucesso o foguete Ares I, o primeiro da nova linhagem de foguetes que a agência espacial norte-americana está desenvolvendo para substituir os ônibus espaciais e, eventualmente, levar astronautas até a Lua ou Marte.

A primeira tentativa de testar o novo foguete falhou no último dia 27 de Agosto, quando a contagem regressiva foi interrompida a apenas 20 segundos da ignição. Nesta segunda tentativa, o teste teve êxito.

Vibrações perigosas

O teste foi feito em solo, o que significa que o foguete não foi lançado ao espaço. Ainda assim, a experiência reproduziu todas as condições de um lançamento real, incluindo a queima total do combustível do foguete.

Os dados coletados são importantes para avaliar a força do foguete, verificando na prática se ele será capaz de levar a carga prevista teoricamente, além das vibrações do motor e das vibrações acústicas, que podem causar sérios danos - incluindo a destruição do foguete no lançamento - se não forem devidamente controladas.

Só para astronautas

O foguete Ares I faz parte do projeto Constellation, que está sendo desenvolvido para substituir os ônibus espaciais, cuja aposentadoria está programada para Setembro de 2010. Mas um adiamento dessa aposentadoria não seria totalmente inesperado, em vista do trabalho de uma equipe de especialistas que está revisando todo o programa espacial norte-americano.

Ao contrário do atual projeto dos ônibus espaciais, em que astronautas e carga sobem no mesmo veículo, o projeto Constellation prevê a construção de dois foguetes: o Ares I, que será utilizado para levar a tripulação, e o Ares V, um carga-pesada que será responsável por levar a bagagem.

O projeto Constellation foi idealizado para levar os astronautas não apenas para a Estação Espacial Internacional, mas também para missões para a Lua, Marte e eventualmente, para um pouso em um grande asteroide.

Foguete de combustível sólido

O teste avaliou o funcionamento integral do motor principal do Ares I, chamado DM-1. O DM-1 é um motor-foguete de combustível sólido derivado dos dois foguetes laterais dos ônibus espaciais, mas contendo um segmento a mais. Como seus antecessores, ele será reutilizável, descendo no mar utilizando o maior paraquedas já construído até hoje.

O segundo estágio do Ares I utilizará um motor J-2X de combustível líquido (oxigênio e hidrogênio), derivado do J-2 utilizado no segundo estágio da missão Apolo. O Ares I será capaz de levar 25 toneladas de carga útil até a órbita baixa da Terra. Seu principal objetivo será colocar a cápsula tripulada Orion em órbita. Já o Ares V será capaz de levar 130 toneladas de carga.

O motor DM-1 tem cerca de 50 metros de altura por 3,65 metros de diâmetro e produzirá 22 milhões de HP, gerando uma temperatura equivalente a dois terços da temperatura da superfície do Sol.

O primeiro voo do Ares I está planejado para acontecer em 2014. Uma foto que retrata as reais dimensões do foguete pode ser vista na reportagem sobre a falha do primeiro teste.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas