Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Espaço

Alma faz imagem histórica da formação de planetas

Com informações do ESO - 07/11/2014

Imagem da formação de planetas
Imagem da estrela jovem HL Tauri e dos seus arredores, composta a partir dos dados do ALMA (em cima à direita) e do telescópio Hubble (resto da imagem). Esta é a primeira imagem do ALMA onde a resolução supera a resolução normalmente obtida pelo Hubble.
[Imagem: ALMA/ESA/Hubble/NASA/Judy Schmidt]

Formação de planetas

O radiotelescópio ALMA bateu seus recordes de resolução para revelar um detalhe nunca observado até hoje: um disco de formação planetária em torno de uma estrela jovem.

As antenas do ALMA, agora já quase pronto, foram apontadas para HL Tauri, uma estrela jovem a cerca de 450 anos-luz de distância, que se encontra rodeada por um disco de poeira.

A imagem revelou detalhes inesperados no disco de material que sobrou da formação da estrela, mostrando uma série de anéis brilhantes concêntricos com enigmáticas regiões escuras, assim como estruturas radiais e espaços em forma de arcos.

"Estas estruturas são quase com certeza o resultado de jovens corpos do tipo planetário formando-se no disco. Este fato é um tanto surpreendente já que não se espera que tais estrelas jovens possuam na sua órbita corpos planetários suficientemente grandes, capazes de produzir as estruturas observadas na imagem," disse Stuartt Corder, membro da equipe.

"Assim que vimos esta imagem ficamos estupefatos, sem palavras, com o nível de detalhe espetacular. HL Tauri não tem mais do que um milhão de anos e, no entanto, parece que o seu disco já está repleto de planetas em formação. Só esta imagem já é suficiente para revolucionar as teorias de formação planetária," acrescentou Catherine Vlahakis.

Imagem da formação de planetas
Esta imagem faz a comparação entre os tamanhos do Sistema Solar e de HL Tauri com o seu disco protoplanetário. Embora a estrela seja muito menor que o Sol, o disco que a rodeia estende-se desde a estrela até quase três vezes a distância do Sol a Netuno.
[Imagem: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO)]

Teoria na prática

Tanta surpresa se deve ao fato de que o disco de HL Tauri parece estar muito mais desenvolvido do que seria de se esperar de um sistema com esta idade. Ou seja, a imagem sugere que o processo de formação planetária deve ser muito mais rápido do que os cientistas acreditavam.

Estrelas jovens como HL Tauri nascem em nuvens de gás e poeira fina, em regiões que colapsaram devido ao efeito da gravidade e formaram núcleos densos e quentes, que eventualmente se incendiarão dando origem à estrela. Estas estrelas ficam inicialmente embebidas em um casulo do gás e da poeira que restou da sua formação. É este material que dá origem ao chamado disco protoplanetário.

O processo de aglomeração que dá origem aos planetas está longe de ser conhecido em detalhes.

"A maior parte do que sabemos hoje acerca da formação planetária baseia-se na teoria. Imagens com este nível de detalhe têm sido até agora feitas por simulações de computador e concepções artísticas. Esta imagem de alta resolução da HL Tauri nos mostra até onde o ALMA poderá chegar quando estiver operando com a sua maior configuração e dá início a uma nova era na exploração da formação de estrelas e planetas," disse Tim de Zeeuw, diretor do ESO (Observatório Europeu do Sul).







Outras notícias sobre:
  • Universo e Cosmologia
  • Corpos Celestes
  • Telescópios
  • Antenas

Mais tópicos