Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

Todas as crateras da Terra

Redação do Site Inovação Tecnológica - 04/11/2020

Livro mostra todas as crateras de impacto da Terra
Mapa físico da Serra da Cangalha, no estado do Tocantins, uma das crateras de impacto detalhadas no livro.
[Imagem: Reimold & Gottwald: Terrestrial Impact Structures, The TanDEM-X Atlas]

Crateras de impacto na Terra

O professor Wolf Reimold, da Universidade de Brasília (UnB), e seus colegas Manfred Gottwald (Centro Espacial Alemão-DLR) e Thomas Kenkmann (Universidade de Freiburg), estão lançando um atlas inédito.

O atlas traz imagens de satélite, mapas topográficos e informações detalhadas de todas as crateras de impacto conhecidas na Terra.

As crateras de impacto são formadas quando asteroides e cometas chocam-se com a superfície do planeta.

Os dois geólogos identificaram mais de 200 crateras de impacto na Terra e compilaram descrições geológicas detalhadas de cada região e de suas rochas.

Eles também descrevem os detalhes essenciais de cada impacto, incluindo datação, ângulo de impacto do pedregulho espacial, sua composição provável etc.

O mapeamento do que ainda pode ser visto das estruturas de impacto na superfície da Terra é geralmente feito por satélites em órbita baixa. De 2010 a 2016, a DLR varreu toda a superfície da Terra com os satélites de radar da missão TanDEM-X, que fez um mapa 3D da Terra e ainda permitiu mostrar pela primeira vez a "pegada humana" na Terra.

Crateras e erosão

Os dados da missão TanDEM-X permitiram, pela primeira vez, derivar um modelo de terreno mundial com uma precisão de altura de até um metro. A partir deste modelo digital de elevação global, os dois geólogos conseguiram produzir um atlas topográfico completo, de 600 páginas, com informações sobre todas as crateras de impacto terrestre conhecidas até o momento.

Podem existir crateras desconhecidas porque, contrariamente ao que acontece na Lua, por exemplo, onde todas as crateras ficam estampadas contando sua história devido à ausência de atmosfera, o intemperismo na Terra é muito forte, o que faz com que os rastros das crateras sejam apagados bastante rapidamente em termos do tempo geológico.

A formação de crateras por impacto de asteroides e cometas sempre foi um processo fundamental no Sistema Solar. À medida que os planetas e luas se desenvolveram, esses impactos desempenharam um papel importante no aumento da massa planetária, moldando as superfícies dos corpos planetários e, posteriormente, influenciando seu desenvolvimento. E impactos maiores de meteoritos eventualmente afetaram o desenvolvimento da vida na Terra.

O trabalho está sendo lançado na forma de um livro em dois volumes, inicialmente na Alemanha. Não há ainda planos para o seu lançamento no Brasil.


05/11/20 08:42 - O artigo foi corrigido para inclusão do terceiro autor do trabalho, professor Thomas Kenkmann.

Bibliografia:

Artigo: Terrestrial Impact Structures. The TanDEM-X Atlas. Part 1 and 2
Autores: Manfred Gottwald, Thomas Kenkmann, Wolf Uwe Reimold
Revista: Verlag Dr. Friedrich Pfeil
Vol.: 1&2





Outras notícias sobre:
  • Corpos Celestes
  • Monitoramento Ambiental
  • Satélites Artificiais
  • Exploração Espacial

Mais tópicos