Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

Mala para carregar antimatéria deverá ficar pronta em 2022

Redação do Site Inovação Tecnológica - 10/11/2020

Mala para carregar antimatéria deverá ficar pronta em 2022
Esquema do recipiente que poderá levar a antimatéria em segurança para qualquer laboratório.
[Imagem: BASE-STEP]

Como transportar antimatéria

Há dois anos, físicos do CERN, a entidade que coordena o acelerador LHC, estão trabalhando para criar uma espécie de mala para transportar antimatéria em uma caminhonete.

A ideia é que, dispondo de um recipiente que possa acondicionar a antimatéria de forma estável e transportá-la, será possível ampliar muito as pesquisas na área, já que a antimatéria poderá ser levada para qualquer laboratório ao redor do mundo.

Agora o CERN divulgou uma nota à imprensa para dar conta do trabalho de uma de suas equipes, conhecida como Colaboração Base.

Embora não traga nenhuma novidade técnica a respeito do recipiente em si, a nota afirma que a "mala" para carregar antimatéria deverá estar pronta em 2022.

O dispositivo total terá 1,9 metro de comprimento, 0,8 metro de largura, 1,6 metro de altura e no máximo 1.000 kg de peso.

Isso inclui um sistema de resfriamento de hélio líquido, que permitirá o transporte da antimatéria por várias horas sem a necessidade de energia elétrica para mantê-la resfriada.

"Essas dimensões compactas e esse peso significam que poderíamos, em princípio, carregar a armadilha em um pequeno caminhão ou van e transportá-la do ambiente DA para outra instalação localizada no CERN ou em outro lugar, para aprofundar nosso conhecimento sobre a antimatéria," disse Christian Smorra, porta-voz da equipe.

Mala para carregar antimatéria deverá ficar pronta em 2022
Este é o coração do recipiente, a armadilha que mantém a antimatéria afastada da matéria, evitando que ambas colapsem e se transformem em um feixe de raios gama.
[Imagem: Christian Smorra]

Desacelerador de Antimatéria

O ambiente DA a que o físico se refere é o Desacelerador de Antimatéria, o laboratório onde a antimatéria é produzida e armazenada em uma espécie de tanque, ou armadilha, que guarda a antimatéria para que ela possa ser estudada - esses tanques são conhecidos como "armadilhas de Penning".

Tirar a antimatéria do Desacelerador é importante porque lá está longe de ser o ambiente livre de interferências eletromagnéticas necessário para medir a antimatéria e, sobretudo, compará-la com a matéria.






Outras notícias sobre:
  • Universo e Cosmologia
  • Radiação Eletromagnética
  • Fotônica
  • Magnetismo

Mais tópicos