Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

Prêmio Asimov-Brasil pretende estimular leitura de livros sobre ciências

Redação do Site Inovação Tecnológica - 20/03/2020

Unicamp cria versão brasileira do Prêmio Asimov para estimular leitura sobre ciências
O escritor Isaac Asimov, aqui em foto de 1965, foi autor das conhecidas três leis da robótica, que mais recentemente especialistas estão tentando transformar em Lei Única da Robótica.
[Imagem: Phillip Leonian]

Prêmio Asimov-Brasil

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) está organizando a primeira edição do Prêmio Asimov-Brasil, que pretende estimular o interesse pela cultura científica em estudantes secundaristas.

Criada pelo Instituto de Estudos Avançados (IdEA) da universidade, a iniciativa vai premiar anualmente escritores com obras de divulgação científica e cultural publicadas no Brasil e alunos de Ensino Médio que votarem nos melhores livros e produzirem resenhas sobre as obras.

A proposta é reproduzir o modelo criado na Itália, em 2016, pelo físico Francesco Vissani e que conta na sua quinta edição com cerca de 4.000 alunos de 137 colégios italianos.

A primeira etapa prevê a inscrição das escolas interessadas em participar, sendo que podem se inscrever instituições públicas ou particulares de todo o Estado de São Paulo. Os professores, diretores ou coordenadores devem enviar um e-mail manifestando o interesse do colégio para o endereço asimov@unicamp.br.

Depois de cadastrada a escola, os alunos poderão se inscrever até o dia 3 de junho diretamente pelo site do prêmio: www.asimovbrasil.unicamp.br. As resenhas poderão ser enviadas até 3 de julho e a cerimônia de premiação ocorrerá em setembro.

Livros de divulgação científica

A Comissão Científica acaba de anunciar os cinco livros finalistas desta primeira edição: "O Andar do Bêbado: Como o acaso determina nossas vidas", de Leonard Mlodinow (Editora Zahar); "As Cientistas: 50 mulheres que mudaram o mundo", de Rachel Ignotofsky (Editora Blucher); "A Vantagem Humana: como nosso cérebro se tornou superpoderoso", de Suzana Herculano-Houzel (Companhia das Letras); "Física em 12 lições fáceis e não tão fáceis", de Richard P. Feynman (Editora Nova Fronteira); e "1499: o Brasil antes de Cabral", de Reinaldo José Lopes (Editora HarperCollins).

O prêmio homenageia o escritor Isaac Asimov (1920-1992), um dos mais prolíficos autores do século XX, que conquistou reconhecimento e sucesso no mercado editorial nos anos 1950 ao iniciar a publicação da série de ficção científica "Fundação".

Asimov foi autor de cerca de 500 livros e de centenas de contos em gêneros diversos, como romances de ficção científica e de suspense, divulgação científica para jovens e para adultos, crítica literária e ensaios sobre religião e humor.







Outras notícias sobre:
  • Eventos Científicos
  • Robôs
  • Exploração Espacial
  • Universo e Cosmologia

Mais tópicos