Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

Conheça os ganhadores do Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia

Com informações da Agência Brasil e CNPq - 01/11/2019

Conheça os ganhadores do Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia
Este é o menor dos computadores desenvolvidos pela equipe Caninos Loucos.
[Imagem: Divulgação]

Computadores de tecnologia aberta

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) entregou nesta quinta-feira (31) o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia a estudantes e pesquisadores dos países-membros ou associados ao bloco (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela).

Esta edição recebeu 175 trabalhos de candidatos de noves países, e os vencedores foram do Brasil, do Uruguai e da Argentina, com estudos ligados à indústria 4.0.

Um dos premiados foi o professor Marcelo Zuffo, na Universidade de São Paulo (USP), para quem o país precisa "sair da torre de marfim" e desenvolver ideias que "conversem" com as necessidades da sociedade.

Junto com uma equipe de pesquisadores, ele tem desenvolvido computadores de placa única utilizando software e hardware livres. Ou seja, tecnologias abertas à reprodução e distribuição.

A equipe, batizada de Caninos Loucos, trabalha com a criação de três computadores, de um minúsculo computador de poucos centímetros, a um supercomputador. "É uma plataforma com 512 núcleos de processamento, 512 gigabytes de disco e 2 terabytes de disco rígido para aplicações em inteligência artificial. E tudo com tecnologias abertas," explicou ele.

Segundo Zuffo, a meta é fabricar esses computadores, distribui-los e permitir a reprodução da tecnologia. O projeto teve apoio de empresas e também arrecadou verba por meio de campanhas de financiamento coletivo. O prêmio de US$ 10 mil recebido hoje será usado para financiar a produção de mais computadores.

"Muitos celulares usam software livre. Usam Android, e a Android tem o Kernel Linux. Foi assim que a indústria viabilizou esse tipo de plataforma. Se a gente quer viabilizar Internet das Coisas, a Indústria 4.0 nessa região do mundo, nós temos que apostar em tecnologias abertas", enfatizou.

Matar só as ervas daninhas

Outro premiado foi Thiago Ramires, que desenvolveu um modelo de análise de plantações de cana-de-açúcar para identificar onde há ervas daninhas e, com isso, evitar a aplicação de herbicidas em cima da lavoura. A plantação é mapeada com o uso de um drone, que tira várias fotos, estas por sua vez analisadas por um programa de inteligência artificial, capaz de identificar os pontos exatos onde há erva daninha.

"Assim, conseguimos adaptar o drone para fazer pulverização local. Em vez de pulverizar o campo inteiro, [o drone] vai localmente, onde existe a invasão de erva daninha. E erva daninha você não consome. Então, o resto fica limpo, além de reduzir muito o custo", explicou o ganhador do Prêmio Jovem Pesquisador.

"A ciência só tem valor se ela impacta a sociedade, em qualquer nível. Queremos revelar a possibilidade de fazer tecnologia localmente, gerando emprego, renda e riqueza. Se o Produto Interno Bruto da Internet das Coisas, este ano, é US$ 1 trilhão, a América Latina tem que ter um quinhão nessa parte. Como não temos no Brasil grandes empresas de tecnologia nesse setor, a única estratégia são tecnologias abertas e livres. É o que estamos fazendo", afirmou o professor Zuffo.

Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia

Veja a seguir todos os premiados:

INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Vencedor: Vitor Emanoel Gonçalves Pereira: "Automatização do Cultivo Hidropônico como Solução às Demandas da Agricultura 4.0: Utilização da Internet das Coisas (IOT) e Serviços em Nuvem". Orientador: André Bellieny Roberto da Silva

Menção Honrosa: Dalila Vaine Siqueira: "Sistema de monitoramento empregando automação e internet das coisas para o tratamento biológico de efluente têxtil". Orientadora: Ana Elisa Stefani Vercelheze

ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO

Vencedor: Álvaro Cabrera: "Evaluación de las competencias necesarias para la trasformación 4.0 en el sector agropecuario: hacia un modelo holístico de implementación". Orientador: Daniel Jurburg Melnik

Menções Honrosas

Yago Daniel Souto: "Desenvolvimento de um estudo e construção de um bastão solar para obtenção de dados periódicos do solo". Orientador: Hidalyn Theodory Clemente Mattos de Souza

Martin Medina: "Expandiendo los límites de los negocios de las criptomonedas por medio del merged mining". Orientador: Esteban Mocskos

JOVEM PESQUISADOR

Vencedor: Thiago Gentil Ramires: "Previsão da invasão de plantas daninhas em cultivar de cana-de-açúcar usando imagem multiespectral"

Menção Honrosa: Gregório Couto Faria: "AI-brain: Dispositivo Polimérico Inteligente Aplicado à Agricultura 4.0"

PESQUISADOR SÊNIOR

Everton Castelão Tetila: "Uma abordagem de aprendizagem profunda para contagem automática de insetos-praga na soja". Orientador: Hemerson Pistori

Menção Honrosa: Jorge Otávio Trierweiler: "Avaliação, Diagnóstico e Manutenção de Controladores Preditivos na Indústria 4.0"

INTEGRAÇÃO

Vencedor: Marcelo Knörich Zuffo: "Família de Computadores de Placa Única para Plataforma Latino Americana de IoT e Indústria 4.0"

Menção Honrosa: Lucas Saldanha Ferreira: "Aplicação de visão computacional para automatização do processo de reconhecimento de placas de aço bruto"







Outras notícias sobre:
  • Eventos Científicos
  • Software Livre
  • Internet das Coisas
  • Processos Industriais

Mais tópicos