Plantão

Raios fazem NASA adiar lançamento do Endeavour

O lançamento do ônibus espacial Endeavour foi adiado em razão da queda de 11 raios nas proximidades da plataforma de lançamento. Não há indícios de danos ao ônibus espacial, mas a NASA afirmou que são necessárias pelo menos 24 horas para que os engenheiros tenham 100% de certeza de que todos os sistemas estão em boas condições.

O adiamento - o terceiro da missão STS-127 - foi de 24 horas, com o lançamento tendo sido remarcado para este domingo, 12/07, às 20h13, no horário de Brasília. Contudo, há 40% de chances de que o tempo não esteja bom para que o lançamento seja feito.


11 raios atingiram as imediações da torre de lançamento do ônibus espacial Endeavour, incluindo este, absorvido pelo pára-raios do complexo. [Imagem: NASA]

Janelas de lançamento

Agora a NASA corre contra o tempo, torcendo para que o lançamento possa ser feito no máximo até esta terça-feira, dia 14, quando se fecha novamente a janela de lançamento. O Endeavour teve que esperar quase um mês depois do segundo adiamento, quando a janela de lançamento ficou fechada por um evento conhecido como ângulo beta solar.

Um novo adiamento complicará seriamente a programação de novos lançamentos para a Estação Espacial Internacional, incluindo as naves russas de reabastecimento, que levam combustível e alimentos para a tripulação.

Os seis astronautas a bordo da Estação não correm riscos com os adiamentos, porque há uma reserva intocada de alimentos e água que dura 40 dias, o tempo suficiente para o lançamento de uma missão de reabastecimento de emergência. Mas os sete voos restantes dos ônibus espaciais, que deverão terminar a construção da Estação Espacial Internacional antes de se aposentarem, terão que ser reagendados.

Raios que não me deixam partir

Dos 11 raios que atingiram a área de lançamento, nenhum atingiu diretamente o ônibus espacial, o tanque principal de combustível ou os foguetes auxiliares, que possuem combustível sólido. Um deles atingiu o pára-raios principal (foto) e outro atingiu a caixa d'água do complexo, vista à direita na imagem.

"Nós não vimos nada até agora que mostre danos a qualquer um dos sistemas," disse o diretor de lançamento da NASA, Mike Moses.

Mas dois dos raios foram fortes o suficiente para exigir uma reavaliação dos sistemas pelos engenheiros, para se certificarem de que tudo está de fato funcionando corretamente.

Varanda espacial

O principal objetivo da missão STS-127 é a instalação de um laboratório espacial externo, ligado ao módulo japonês Kibo (Esperança). Essa espécie de varanda espacial terá seu próprio braço robótico e será capaz de manusear equipamentos e experimentos científicos entre os lados interno e externo do laboratório, dispensando as demoradas caminhadas espaciais.

Veja todos os detalhes da missão da Endeavour e a agenda dos astronautas na matéria Vai começar a maior missão já feita à Estação Espacial Internacional.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas