Plantão

Redemoinho de estrelas visto do Pólo Sul

Redemoinho de estrelas visto do Pólo Sul
O fotógrafo não estava no Pólo Sul, mas olhando em direção a ele do alto das montanhas do Chile - o que explica a presença dos cactos. [Imagem: ESO/B. Tafreshi]

Vista celestial

Imagine-se no Pólo Sol - você estaria olhando "para baixo" em relação ao plano da órbita do Sistema Solar e da galáxia.

O que você veria, com a ajuda de uma foto de longa exposição, seria esse verdadeiro redemoinho de estrelas.

Os rastros revelam o movimento aparente das estrelas no céu, à medida que a Terra roda lentamente, e são capturados fazendo longas exposições com a máquina fotográfica.

No lado direito da imagem, pode-se ver também as galáxias satélites da Via Láctea, a Grande (em cima, no centro) e a Pequena (embaixo, à direita) Nuvens de Magalhães.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas