Espaço

Satélite captura lixo espacial usando uma rede

Lixeiro espacial

O satélite RemoveDEBRIS (removedor de detritos) usou com sucesso sua tecnologia de rede para capturar um lixo espacial simulado.

Esta é a primeira demonstração no espaço de uma tecnologia de remoção ativa de detritos espaciais.

O satélite RemoveDEBRIS foi projetado e construído por um consórcio de empresas espaciais e instituições de pesquisa lideradas pela Universidade de Surrey, no Reino Unido.

"Estamos absolutamente encantados com o resultado da tecnologia da rede. Embora possa parecer uma ideia simples, a complexidade de usar uma rede no espaço para capturar um fragmento consumiu muitos anos de planejamento, engenharia e coordenação entre o Centro Espacial Surrey, a Airbus e nossos parceiros - mas há mais trabalho a ser feito. Esses são tempos muito emocionantes para todos nós," disse o professor Guglielmo Aglietti, diretor do Centro.

Tecnologias de remoção de lixo espacial

Nos próximos meses, o RemoveDEBRIS testará mais três tecnologias de remoção ativa de detritos espaciais:

  • Sistema de navegação baseado em visão artificial que usa câmeras e tecnologia LIDAR (radar de laser) para analisar e observar possíveis fragmentos de detritos;
  • Tecnologia de captura do lixo espacial usando um arpão;
  • Vela solar de arrasto, que trará o próprio RemoveDEBRIS para a atmosfera da Terra, onde ele será destruído, encerrando sua missão.

Atualmente, a rede de vigilância espacial dos EUA rastreia 40.000 objetos em órbita da Terra, com estimativas de que existam mais de 7.600 toneladas de lixo espacial ao redor do planeta, com alguns se movendo mais rápido do que uma bala, se aproximando de 50.000 quilômetros por hora.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas