Plantão

Seminário Brasil 100% Digital debate estratégias para o País

Brasil 100% Digital

Acontecerá em Brasília, nos dias 23 e 24 de abril, o Seminário Internacional Brasil 100% Digital. No evento, serão debatidas propostas para o aprimoramento dos serviços públicos digitais oferecidos à população.

O seminário é a primeira iniciativa para a construção da Agenda para o Brasil Digital, documento que reunirá diretrizes para que o País se torne efetivamente uma nação avançada no uso de tecnologias digitais.

A agenda, que começou a ser construída pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), em parceria com a Casa Civil e outros ministérios, será composta por quatro eixos principais: Sociedade Digital, Competitividade Digital, Governo Digital como Plataforma e Ações Estruturantes.

O evento também levantará as ações desenvolvidas pelo Brasil e vai olhar as experiências internacionais bem-sucedidas na área. Especialistas apresentarão as iniciativas adotadas na Austrália, Estônia, Reino Unido, Canadá, Alemanha, Holanda, Cingapura, Coreia do Sul, dentre outros países.

"Esses países estão avançados nas questões do governo digital", destaca o secretário de Política de Informática do MCTI, Virgílio Almeida. "Eles oferecem serviços mais simples aos cidadãos e com mais interação pelos dispositivos eletrônicos. É uma maneira de tornar o governo mais rápido e inovador".

Experiências bem-sucedidas

Especialistas brasileiros, do governo federal e do Tribunal de Contas da União (TCU), também apresentarão exemplos bem-sucedidos no País e discutirão diretrizes e planos para expansão do governo eletrônico no Brasil.

Mecanismos adotados para a integração de serviços públicos, segurança cibernética, cidadania digital são alguns dos temas a serem abordados.

Virgílio explica que o governo federal tem importantes serviços digitais, como a Declaração de Imposto de Renda, a Urna Eletrônica, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e aplicações da Previdência Social.

"Queremos que os serviços públicos estejam integrados em uma única plataforma", destacou o secretário. "Com a evolução dos serviços digitais quem ganha é o cidadão. Ele terá mais facilidade e comodidade para interagir com o governo. Isso é uma redução de burocracia e custos do governo."

As inscrições estão abertas e podem ser feitas mediante preenchimento de formulário online no site www.brasildigital.gov.br.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas